Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVA ARTISTA

O que é DRT de ator? Jade Picon poderá se tornar atriz registrada em 3 anos

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Jade Picon no BBB 22

Jade Picon no BBB 22: influenciadora expressou no reality o desejo de se tornar uma atriz

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 29/6/2022 - 6h35

Jade Picon conseguiu uma autorização especial do Sated-RJ (Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro), paga pela Globo, para fazer sua estreia como atriz na novela Travessia, substituta de Pantanal. Ela não é uma artista reconhecida oficialmente pelo sindicato, mas poderá ter um DRT (registro profissional obrigatório) provisório em até três anos depois de iniciar seus trabalhos na área.

Existem duas formas de obter o registro. Pessoas que se formaram em cursos profissionalizantes reconhecidos pelo MEC (Ministério da Educação) podem solicitar a emissão no Ministério do Trabalho, ou artistas independentes que apresentem comprovações de sua experiência ao longo dos anos para o sindicato.

O documento emitido pelo Ministério do Trabalho é definitivo. Já o Sated-RJ disponibiliza dois tipos de DRT, sendo um provisório (com comprovação de no mínimo três anos de trabalhos com falas), e outro definitivo (com comprovação de cinco anos de trabalhos com falas). Para atores menores de 16 anos, o DRT não é obrigatório para trabalhar.

No caso de Jade, após sua autorização especial expirar, ela poderá reunir cartazes, flyers, contratos, notas contratuais e recibos para ter o registro provisório. A novela Travessia, por exemplo, servirá como portfólio. Dois anos após tirar o registro provisório, poderá dar entrada no definitivo.

Caso a influenciadora não continue trabalhando na Globo, mas queira seguir a carreira de atriz futuramente, ela ainda tem a opção de ingressar em um curso profissionalizante para ter direito ao DRT definitivo assim que receber o diploma.

Quanto custa um DRT?

Os custos e métodos para quem quer tirar o registro pelo sindicato podem variar de acordo com o Estado. No Sated-RJ, é necessário preencher um formulário online, reunir o material de comprovação de experiência impresso e anexar um arquivo com esses documentos na ficha. Há uma taxa de inscrição de R$ 150, e mais R$ 450 de um atestado de capacitação, totalizando R$ 600.

Já no Sated-SP é preciso comprovar 1.400 horas com certificados ou fazer uma prova teórica seguida de entrevista --ambas mediante pagamento. A inscrição custa R$ 300 e, caso passe, o artista deverá pagar mais R$ 300 para encaminhar o DRT. Quem não passar poderá fazer a prova novamente em um intervalo de dois anos.

O que muda para quem tem DRT?

O DRT não assegura facilidade de encontrar emprego para quem o tem, mas concede ao artista a segurança dos direitos trabalhistas. Por lei, o documento é obrigatório para exercer a profissão, seja no cinema, teatro, televisão, circo, shows, e até dublagens. O documento é a comprovação pessoal de que você pode seguir carreira livremente.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.