Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BRIGA NA INTERNET

Manu Gavassi é atacada por haters e provoca: 'Desperto a ira de fascistas'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Manu Gavassi com cabelo solto e blusa preta

Manu Gavassi em foto publicada nas redes sociais; cantora foi atacada por haters e rebateu com provocação

REDAÇÃO

Publicado em 17/6/2020 - 12h22

Manu Gavassi virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta quarta-feira (17) ao anunciar que voltou a compor músicas. Após alguns internautas ironizarem seu trabalho, a cantora decidiu rebater os haters com provocações: "Se eu desperto a ira de fascistas falando que estou na minha casa escrevendo, imagina quando eu começar a ganhar Grammys".

A participante do BBB20, que já fez três shows em lives após o fim do programa, precisou de apenas três palavras para iniciar uma discussão entre os fãs e haters no Twitter. Ao ver que seus admiradores estavam se desgastando para defendê-la, a cantora decidiu entrar na discussão.

"É uma honra irritar a galera que eu irrito. Vocês deveriam sentir o mesmo", afirmou ela, ao responder uma seguidora que lamentou os ataques.

A confusão inicial era apenas sobre quem gostava ou não das músicas da artista. A discussão ficou mais tensa quando perfis começaram a atacar Manu com comentários ofensivos, o que a levou a chamá-los de fascistas. "Não é sobre gostar ou não gostar, é sobre o que a maioria dessas pessoas que fazem comentários destrutivos acredita", explicou ela.

"Uma pessoa pode sim ter talento e mesmo assim você não achar seu estilo. Agora, existe um abismo entre algo não ser seu estilo e você querer destruir", continuou a amiga de Bruna Marquezine, ao ser acusada de banalizar o termo "fascista" para se referir a quem não gosta de suas músicas. Confira:

A cantora continuou a ser criticada e apoiada ao mesmo tempo, mas fez questão de deixar seus fãs tranquilos ao afirmar que não se intimidava com os ataques. Ela ainda afirmou que ter mais sensibilidade é algo que incomoda quem destila ódio. "Sejamos luz! Não é sobre gosto, é sobre respeito", aconselhou Manu.

"Não vou nunca me intimidar por comentários que me diminuem. Ou que diminuem qualquer mulher no entretenimento. Vou fazer disso combustível pra ser cada vez melhor no meu trabalho e propósito", continuou ela. "É o que venho fazendo há dez anos", relembrou a artista.

"Se eu despertei a sua 'ira' por estar na minha casa fazendo meu trabalho, que você não é obrigado a ouvir e nem saber que foi lançado, realmente algo está fora de equilíbrio em você", alfinetou, mais uma vez. "Com a certeza que existe muito mais amor do que ódio no mundo, encerro esse assunto", concluiu Manu. Veja:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?