EM CARTAZ NO TEATRO

Júlia Lemmertz diz que redes sociais causam angústia e solidão

REPRODUÇÃO/GLOBO

Júlia Lemmertz durante participação no telejornal SP1 deste sábado (7)

Júlia Lemmertz diz que evita o uso frequente de redes sociais para não se sentir angustiada

GABRIEL PERLINE - Publicado em 07/09/2019, às 16h50

Em cartaz no teatro com o espetáculo Simples Assim, a atriz Júlia Lemmertz esteve no SP1, da Globo, para divulgar a temporada no Teatro Frei Caneca, em São Paulo, e fez um rápido desabafo sobre o impacto da tecnologia em sua vida. À jornalista Gloria Vanique, ela disse que evita usar redes sociais, porque elas lhe provocam angústia e solidão.

A atriz explicava o enredo da peça, uma adaptação de crônicas publicadas pela escritora Martha Medeiros, que falam sobre o impacto da tecnologia e o excesso de informações na vida das pessoas, quando foi questionada pela jornalista sobre sua relação com o meio digital.

"Estamos falando justamente do momento agora, que estamos vivendo da nossa vida, que é atravessada pela tecnologia, por muita informação. É fantástico e maravilhoso, mas por outro lado nos isola e cria uma solidão, angústia", iniciou.

"Sou muito conectada, mas não nasci com celular. Quando nasci não tinha computador. Gosto de, às vezes, esquecer o celular em casa. Acho que o celular adianta muito a vida e você conversa com muita gente, resolve muitas coisas. Mas essa coisa de rede social me angustia um pouco. Acho que é muita loucura e você quer participar de tudo. Mas às vezes eu me afasto", admitiu.

Júlia divide o palco com Georgiana Góes e Pedroca Monteiro em um emaranhando de histórias que se conectam e debatem as relações humanas, além de explorar a sensação de inadequação de algumas pessoas na era digital.

"Hoje você se conecta a milhares de grupos, mas está profundamente sozinha. O que a gente precisa é de um contato presencial, pessoal, voltar a marcar encontros e à vida mais amorosa e presencial. Nesse esétaculo talvez a gente plante uma sementinha em cada um que assista, onde a gente diz: 'Calma, a gente pode ter uma qualidade de vida diferente, de presença real e não virtual'", explicou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook