Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO EM LIVRO

José de Abreu desenterra abuso sexual que sofreu na adolescência: 'Apavorado'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator José de Abreu no programa Oficina em Cena, da Globonews: ele está com microfone de rosto, camisa social azul e olha para alguém fora do quadro

José de Abreu no programa Oficina em Cena, da Globonews: ator abriu o jogo sobre situação traumática

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 15/11/2021 - 18h01

[Alerta de gatilho: o texto pode conter informações sensíveis a vítimas de abuso sexual]

Aos 75 anos, José de Abreu relembrou do abuso sexual que sofreu na adolescência. O ator revisitou o momento traumático e deu detalhes em sua autobiografia que será lançada em duas partes nesta quinta-feira (18) no Rio de Janeiro. "Fiquei apavorado! Queria que aquilo acabasse logo", pontuou o artista.

De acordo com o jornal Extra, Abreu revisita o trauma vivido quando era um menino de apenas 12 anos em Abreugrafia – Livros I e II. Apesar de já ter contado sobre o estupro durante uma entrevista para o programa Alta Definição, da emissora portuguesa SIC, em 2014, o agora político explica mais detalhadamente o ocorrido no Seminário Menor Maria Imaculada, no interior de São Paulo, onde ele cursava o segundo ano do ginásio à época.

"Foi durante uma sessão de [do filme] Marcelino Pão e Vinho [1955] que o prefeito se sentou ao meu lado, esperou a sala ficar escura, abriu minha braguilha, enfiou a mão dentro das minhas calças e começou a me masturbar no momento em que Jesus aparecia", pontuou o artista, sem mencionar o nome do agressor pelo menos neste trecho. 

José de Abreu relembrou ainda que havia ficado muito aflito com o toque do homem mais velho e percebeu que o estuprador também estava se masturbando.

"A cena foi insuportavelmente longa. Ele com a mão esquerda no meu pinto e a direita dentro do bolso da sua calça, certamente furado para que ele pudesse se masturbar ao mesmo tempo. E depois? Como comungar com um pecado desses na consciência?", escreveu o astro. 

Abreu também usou seus livros Abreubiografia I e II para abrir o jogo sobre outras situações difíceis antes da fama, como quando passou fome por estar sem dinheiro.

"Dei preferência ao aluguel, e a comida ficou em segundo plano. Comprava aqueles quadradinhos de caldo de carne ou galinha, pedia na padaria pão de ontem para torra e fazia aquele caldo com o pão velho. Ficava uma gororoba consistente, só o gosto não era tão bom. E passei fome. Várias vezes", discorreu, em outro capítulo.

Apesar dos perrengues pré-fama, a vida de José de Abreu mudou após conseguir seus primeiros trabalhos como ator. Atualmente, o veterano vive o empresário Santiago em Um Lugar ao Sol, a nova novela inédita da Globo. 


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.