Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PROCESSO

James Franco decide pagar R$ 11 mi para se livrar de acusação de exploração sexual

DIVULGAÇÃO/HBO

James Franco no papel de Vincent Martino com camisa cinza e bigode atrás de um balcão de bar em cena da série The Deuce

James Franco como Vincent na série The Deuce (2017-2019); ator concordou com acerto milionário

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 1/7/2021 - 12h56

O ator James Franco decidiu pagar para se livrar de uma acusação de exploração sexual. O acordo para o processo coletivo é de US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 11 milhões), indenização para duas mulheres que o denunciaram por discriminação sexual, assédio e fraude. Os crimes teriam acontecido em 2014.

Segundo a revista The Hollywood Reporter, o acerto financeiro ainda precisa ser aprovado pelo juiz de Los Angeles, nos Estados Unidos, que analisa o caso. O processo foi iniciado em 2019.

As atrizes Sarah Tither-Kaplan e Toni Gaal afirmam terem frequentado uma escola de cinema administrada pelo artista. Elas tinham aulas de atuação especializadas em cenas de sexo, com as atividades com participantes parcialmente ou completamente nus. Segundo elas, as ações eram desenvolvidas com supervisão da produtora, da qual Franco era sócio.

De acordo com o relato, as alunas teriam mais chance de aparecerem em filmes desenvolvidos pela empresa caso concordassem em participar de cenas sem roupas e com sexo quase explícito. As aulas tinham valor de US$ 750 (cerca de R$ 3.700).

Se o acordo judicial for fechado, além de receberem indenização, elas abrirão mão do processo sobre fraude em torno do artista. Também será necessário que o trio de sócios (Franco e mais dois homens) publicasse comunicado especial no qual reconhece o trauma das vítimas, mas não se considera culpado.

"Enquanto os réus continuam a negar as alegações na ação, eles reconhecem que os requerentes levantaram questões importantes; e todas as partes acreditam fortemente que agora é uma hora crítica para focar na abordagem a maus tratos a mulheres em Hollywood. Todos concordam sobre a necessidade de certificar que ninguém na indústria do entretenimento --independente de raça, religião, deficiência, etnia, passado, gênero ou orientação sexual-- enfrente discriminação, assédio ou preconceito de qualquer tipo", diz o texto.

Franco tem carreira na TV e no cinema desde a década de 1990. Se destacou na série Freaks & Geeks (1999-2000) e participou da primeira trilogia de adaptações para o cinema de Homem-Aranha (2002, 2004 e 2007), no papel de Harry Osborn. Seu auge foi a atuação em 127 Horas (2010), filme sobre um alpinista que fica preso entre rochas e precisa cortar o braço para sobreviver. O trabalho lhe rendeu indicação ao Oscar de melhor ator.

Um de seus trabalhos mais recentes foi na série The Deuce (2017-2019), da HBO. Ele viveu os irmãos gêmeos Vincent e Frankie Martino no drama sobre a legalização e crescimento da indústria pornográfica em Nova York nos anos 1970. Também esteve no filme Kill the Czar (2020).


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no Pedaço

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?