Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

AMOR SEM MEDIDA

Hassum lamenta choro de Juliana Caldas por filme: 'Jamais quero causar dor'

DIVULGAÇÃO/NETFLIX e REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Montagem de fotos com Leandro Hassum em Amor Sem Medida, e Juliana Caldas chorando em vídeo no Instagram

Leandro Hassum em Amor Sem Medida; Juliana Caldas criticou a forma que o filme abordou o nanismo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/12/2021 - 19h58

Protagonista de Amor Sem Medida, Leandro Hassum pediu desculpa e disse ter ficado com o "coração doído" com as críticas da atriz Juliana Caldas ao filme da Netflix. Na última quarta-feira (1º), ela afirmou que o longa é repleto de piadas capacitistas e preconceito contra PcD (pessoa com deficiência).

Hassum interpreta o cardiologista Ricardo Leão na produção. O filme usou efeitos especiais e truques de edição para transformá-lo em um homem com nanismo. O fato de ele não ser anão foi criticado por Juliana.

"Sinto muito de verdade, pois jamais quero, através dos meus filmes e arte, causar dor. Ao contrário, meu propósito sempre será divertir, entreter, pois acredito no humor agregador para família toda. O filme conta uma história de amor, de pertencimento e de inclusão, valorizando as capacidades de seus personagens e repudiando qualquer preconceito, de qualquer espécie", se manifestou Hassum, em nota enviada ao jornal O Globo.

Segundo ele, o mundo atual ainda está distante do ideal, mas caminha "no sentido de não dar espaço a nenhum tipo de preconceito, segregação ou exclusão" e que essa foi a intenção de Amor Sem Medida:

A intenção, por meio da leveza do humor, foi abordar a importância de vivermos num mundo com mais amor e respeito, onde ser aceito e amado independe de características físicas. Fico aqui com o coração doído por, de algum modo, não ter transmitido isso a Juliana Caldas e mais que aberto a acolhe-la com meu total carinho e respeito.

Veja o trailer do filme abaixo:

Juliana Caldas detona filme

Para Juliana Caldas, o público em geral não liga para piadas capacitistas, mas se fossem racistas, homofóbicas ou gordofóbicas, o assunto possivelmente seria levado mais a sério.

"Porque o filme é de humor. Quando a gente fala sobre o nanismo, a maior parte das vezes é nessa forma de piada e totalmente capacitista e preconceituosa. O nanismo é considerado uma deficiência. Aí você rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar", explicou a atriz em seu vídeo no Instagram na última semana.

Juliana ficou conhecida ao interpretar a personagem Estela, que era maltratada pela mãe (vivida por Marieta Severo) por ser anã em O Outro Lado do Paraíso (2017). Para ela, a novela tratou do assunto do jeito certo.

Uma das piadas de Amor Sem Medida foi relatada pela atriz como um dos piores momentos: "Uma das abordagens do filme é comparar o órgão sexual masculino do cara com o tamanho dele. É um absurdo, a gente tenta lutar por respeito, pelo nosso espaço. Por exemplo, um espaço que poderia ter tido um ator realmente com nanismo no filme não teve".

Veja o vídeo da atriz abaixo:


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.