Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PRECONCEITO

Juliana Caldas chora e detona filme de Leandro Hassum na Netflix: 'Não dá mais'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Juliana Caldas em uma montagem com dois prints do vídeo em que desabafa. Ela está chorando, vestida de azul e em um fundo branco.

A atriz Juliana Caldas fez um desabafo em seu Instagram

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 1/12/2021 - 16h00

A atriz Juliana Caldas fez um vídeo chorando e criticando a comédia Amor Sem Medida, estrelada por Leandro Hassum, na qual o ator interpreta um anão. "Não dá mais para aceitar hoje um filme que faz você sentar e rir disso, rir dos outros, rir da condição do outro, sabe? No caso, né, da deficiência do nanismo", afirmou a atriz nesta quarta-feira (1º).

Juliana ficou conhecida ao interpretar a personagem Estela, que era maltratada pela mãe (vivida por Marieta Severo) por ser anã na novela O Outro Lado do Paraíso (2017). Em seu perfil no Instagram, a atriz manifestou o seu repúdio e relatou que o filme é repleto de piadas capacitistas e preconceito contra PcD (pessoa com deficiência).

O longa-metragem está disponível na Netflix, foi dirigido por Ale McHaddo e retrata o romance entre Ivana (Juliana Paes) e Ricardo (Leandro Hassum), que é anão e um famoso cardiologista. O fato de Hassum não ter nanismo foi um dos pontos questionados pela artista.

"Primeiro porque a pessoa que faz o personagem que tem nanismo, o ator não tem nanismo, que é o próprio Leandro Hassum. Eles fizeram computação gráfica, diminuíram [o Hassum] em computação gráfica, essas coisas, para mostrar que ele tem baixa estatura. E, depois disso, a maior parte do filme tem piadas totalmente capacitistas, totalmente preconceituosas e que, cara, não dá para aceitar hoje em dia", iniciou a jovem.

Segundo ela, o público em geral não liga para piadas capacitistas, mas se fossem racistas, homofóbicas ou gordofóbicas, o assunto possivelmente seria levado mais a sério. "Porque o filme é de humor. Quando a gente fala sobre o nanismo, a maior parte das vezes é nessa forma de piada e totalmente capacitista e preconceituosa. O nanismo é considerado uma deficiência. Aí você rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar", explicou a atriz.

A falta de empatia dos produtores do filme e do público também foi motivo de lamento para Juliana. Ela ainda comparou o modo como o tema foi retratado nesse filme com sua própria vivência na novela de Walcyr Carrasco. 

"Na minha opinião, não se dava margem e abertura para você rir disso. Pelo contrário. [Na novela] Se dava abertura de você questionar, sim, sobre muitas coisas e para pensar o quanto isso fere o próximo. Você é chamado de monstrengo, você comparando ou infantilizando a pessoa com nanismo", afirmou Juliana sobre seu papel na trama.

Uma das "piadas" de Amor Sem Medida foi relatada pela atriz como um dos piores momentos: "Uma das abordagens do filme é comparar o órgão sexual masculino do cara com o tamanho dele. É um absurdo, a gente tenta lutar por respeito, pelo nosso espaço. Por exemplo, um espaço que poderia ter tido um ator realmente com nanismo no filme não teve".

Agora, dia 3, é o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, e aí você tem que se deparar com um filme em que a maior parte é de piadas ridículas. Até quando? Foi assim que parei de assistir o filme, não dá

"Mas não dá para passar batido a falta de respeito com o próximo. Ainda mais no momento no mundo de hoje, sabe? E todas as outras pautas a gente vê que são levadas a sério. E aí quando você põe a pauta de nanismo, a maioria das vezes não é levada a sério", ressaltou Juliana. Chorando, a jovem afirmou que não liga para as pessoas que vão dizer que ela está "exagerando" ou que é "hipocrisia da sua parte".

"Fiz um trabalho que abordava o nanismo de uma forma também. Porém não era humor, era drama. Acredito que fez muito mais as pessoas pensarem do que rirem, como esse filme. Porque ele tenta fazer rir, mas não ri em nenhum momento. É cansativo ter que explicar o óbvio, o simples, explicar que a partir do momento que uma piada ou frase fere o outro não é legal", desabafou a atriz. Ela finalizou o vídeo cobrando que as pessoas pratiquem mais a empatia.

Confira no vídeo abaixo o desabafo completo de Juliana Caldas.


Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas