Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ATAQUE NA WEB

Google investiga fraudes de milícia digital bolsonarista contra Paola Carosella

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

A chef Paola Carosella em uma cozinha, de cabelos presos, óculos de grau com armação preta, mãos para cima e um avental azul marinho, com uma blusa branca

A chef de cozinha Paola Carosella; restaurantes dela foram atacados por bolsonaristas na web

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 25/5/2022 - 12h01

O Google está investigando a ação de milícias digitais bolsonaristas contra os perfis dos restaurantes de Paola Carosella. O ataque foi convocado nas redes sociais após críticas da chef aos apoiadores do atual presidente, aos quais ela se referiu como "burros" ou "escrotos". A empresa ressalta que tomará medidas imediatas para remover qualquer conteúdo que viole suas políticas.

"Temos medidas claras que proíbem conteúdo falso e fraudulento; e nossos sistemas automatizados e equipes de pessoas treinadas trabalham contra o relógio para monitorar o Google Maps com o objetivo de identificar comportamento suspeito", diz a multinacional, em nota.

O Google também encoraja os usuários a denunciar locais e recomendações suspeitas. "O que nos ajuda a manter as informações no Maps audiências e confiáveis", pontua.

Um dos principais alvos foi o Arturito, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. O restaurante tinha 4,5 estrelas na plataforma no sábado (21) e, após as avaliações negativas em massa, chegou à marca de 1,9 nesta quarta (25). O La Guapa igualmente registrou uma queda na reputação --contabilizando atualmente a nota de 3,2.

Os telefones dos estabelecimentos foram divulgados por perfis de apoio a Bolsonaro em redes como o Twitter, encorajando os seguidores a congestionar as linhas com reclamações.

Entenda o caso

Um vídeo com um trecho da entrevista de Paola ao Diacast, com ressalvas a Bolsonaro e os eleitores dele, repercutiu nas redes sociais. Ela foi alvo não só de críticas, mas ainda de comentários xenófobos e até de fake news --de que teria dado um suposto golpe em seus sócios na Argentina.

A chef foi rechaçada inclusive por ex-membros do gabinete do chefe do Executivo, como o ator Mario Frias, ex-Secretário Especial de Cultura; e Sérgio Camargo, ex-presidente da Fundação Palmares.

Leia a nota do Google na íntegra:

Estamos investigando este caso e tomando medidas imediatas para remover conteúdo que viola nossas políticas. Temos políticas claras que proíbem conteúdo falso e fraudulento e nossos sistemas automatizados e equipe de pessoas treinadas trabalham contra o relógio para monitorar o Google Maps com o objetivo de identificar comportamento suspeito. 

Encorajamos nossos usuários a denunciar locais e recomendações suspeitas, o que nos ajuda a manter as informações no Google Maps autênticas e confiáveis.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.