Pathy Dejesus

Ex-Vídeo Show deixa carreira de repórter e vira executiva em série da TV paga

Divulgação/Sony

A atriz Pathy Dejesus em cena como a executiva Ana Paula na série (Des)Encontros - Divulgação/Sony

A atriz Pathy Dejesus em cena como a executiva Ana Paula na série (Des)Encontros

FERNANDA LOPES - Publicado em 26/07/2018, às 05h09

Após fazer carreira como VJ da MTV e chegar até a Globo como repórter do Vídeo Show, Pathy Dejesus tem tentado consolidar seu trabalho como atriz. Aos 41 anos, ela viveu quatro personagens só em 2018, entre TV paga e Netflix. No ar na série (Des)Encontros, do canal Sony, não pensa em voltar a aparecer na TV com um microfone na mão tão cedo.

"Hoje eu estou muito focada na carreira como atriz. Adoro apresentar e não descarto possibilidades, acho a comunicação, de maneira geral, uma ferramenta muito poderosa de disseminação de informação e debates. Mas, por ora, estou investindo na atuação", afirma.

Na segunda (23), Pathy apareceu pela primeira vez em (Des)Encontros, no papel de Ana Paula, uma executiva sedutora que provoca o protagonista e cria um conflito romântico/sexual no episódio.

Não é a primeira personagem de Pathy que chama a atenção pela sexualidade. Em março, ela atuou em Desnude, série erótica do GNT, como uma mulher que estava prestes a se casar e tinha fantasias sexuais ao ouvir os barulhos de um casal no quarto ao lado.

Pathy se destacou ainda na série Rua Augusta, que também estreou em março, no TNT. Ela viveu a garota de programa e stripper Nicole, que tinha dois namorados e ainda assim enfrentava sérios problemas de autoestima.

"De certa forma levei diferentes experiências com as personagens que fiz nesses últimos trabalhos, seja em Desnude, (Des)Encontros, a stripper Nicole. A luta que elas representam se assemelhou à minha. A Nicole, de Rua Augusta, por exemplo, foi uma personagem que tive muito retorno de público, foi incrível", conta.

divulgação/tnt

Pathy Dejesus viveu a garota de programa complexada Nicole na série Rua Augusta, do TNT

Antes de ser reconhecida como atriz, Pathy já fez de tudo um pouco na mídia. Trabalhou como modelo, fez uma participação em Belíssima (2005) e atuou em novelas da Record, como Os Mutantes (2008).

Virou VJ da MTV em 2013 e, no ano seguinte, foi contratada pelo Vídeo Show para fazer reportagens nos Estúdios Globo. Pathy esteve entre as três únicas profissionais negras da história do programa, ao lado de Alinne Prado e Zezeh Barbosa.

Atualmente, ela tem contrato com a Netflix e está nas gravações da série Coisa Mais Linda. A atração será protagonizada por Maria Casadevall e contará a história de uma mulher recém-separada durante a ascensão da bossa-nova.

"Para o futuro quero me reinventar cada vez mais na minha profissão. Acho importante para o crescimento profissional sempre termos trabalhos que nos desafiam. Essa linha de atuação em séries, que é uma linguagem muito parecida com o cinema, é algo que tem me agradado muito e que quero continuar investindo", explica.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook