Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

40 ANOS DE HISTÓRIA

Em meio a disputa judicial por herança, família abre armário de Gugu em nova mostra

FRANCISCO CEPEDA/AGNEWS

Gugu Liberato durante coletiva de imprensa do programa Canta Comigo, na Record, em novembro de 2019

Gugu Liberato durante coletiva de imprensa do programa Canta Comigo, na Record; acervo sendo catalogado

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 8/4/2020 - 18h24

Em meio a uma disputa judicial pela herança de Gugu Liberato (1959-2019), a família do apresentador abriu o acervo dele para anunciar uma mostra com peças que contarão sua história. Em comunicado divulgado nesta quarta (8), os herdeiros anunciaram que contrataram uma empresa especializada em organizar arquivos pessoais "para os objetos [do comunicador] não ficarem apenas em caixas ou trancados em armários". 

A decisão de fazer uma exposição com os objetos de Liberato partiu dos filhos dele, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 15 anos, juntamente com familiares. Figurinos dos programas, discos, produtos licenciados e até os quadros com rolhas criados pelo comunicador serão catalogados para a mostra.

Em fotos divulgadas pela assessoria da família, é possível ver parte do arquivo de Liberato encaixotada e já disposta em estantes. Nas fotos, há registros de encontros com José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ex-superintendente de operações da Globo, e Marlene Mattos, ex-diretora de Xuxa Meneghel.

O apresentador Otávio Mesquita, o designer Hans Donner e a mulher Valéria Valenssa, a eterna Globeleza, também aparecem entre as dezenas de álbuns de fotos. Discos, livros, CDs, DVDs autografados e prêmios recebidos ao longo de sua carreira estão sendo separados pela empresa contratada para organizar o evento. 

Divulgação

Gugu Liberato em fotos com José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni (à dir.); acervo aberto

A mostra ainda não tem data para acontecer. No entanto, a família anunciou que o material também será oferecido para faculdades de Jornalismo, inclusive a Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, onde ele se formou. 

Veja comunicado sobre a organização do acervo na íntegra:

"Na próxima sexta-feira, dia 10, Gugu Liberato completaria 61 anos. Em homenagem, anunciamos o projeto Memória Gugu Liberato, que está organizando o acervo que reúne as peças que contam 40 anos de sua história.

Esta foi uma preocupação de seus filhos e familiares, que decidiram olhar de forma profissional todos os elementos que marcaram a sua carreira. Para os objetos não ficarem apenas em caixas ou trancados em armários, foi feita uma parceria com a Vida em Ordem, uma empresa especialista em organizar acervos, bibliotecas, arquivos pessoais e profissionais, entre os muitos trabalhos realizados atuou no acervo do Comandante Rolim.

Figurinos dos programas e projetos especiais, discos, produtos licenciados, fotos pessoais e profissionais e os quadros feitos com rolhas criados pelo apresentador, tudo será catalogado, registrado, tratado como preciosidade.

Cartões recebidos de amigos como Silvio Santos, fotos do dia que recebeu Julio Iglesias em sua casa. Uma infinidade de memórias como uma coleção de discos, livros, CDs e DVDs autografados, os prêmios recebidos ao longo da carreira, os discos de ouro, 11 estatuetas do Troféu Imprensa, Troféu Internet e até o Grande Prêmio da TV Mundial, conferido pela NTV japonesa aos programas Corrida Maluca e Passa ou Repassa.

Apresentador, jornalista, ator, cantor, empresário e artista plástico, Gugu ajudou a escrever a história da TV brasileira. Com um olhar para o futuro, ele comprou em um leilão parte da obra do autor e dramaturgo Geraldo Vietri (1930-1996), responsável por grandes sucessos da TV Tupi como as novelas Nino, o Italianinho, Meu Rico Português, Antônio Maria, entre outros.

Dramaturgia estava nos planos de Gugu, que pensava em transformar o estúdio da GGP, onde gravava programas de auditório, em uma produtora de novelas. Todo este acervo tem como objetivo, num futuro do próximo, criar uma mostra e oferecer gratuitamente para faculdades de Jornalismo, inclusive a Cásper Líbero, onde ele se formou.

Esse material ilustrará em detalhes a trajetória profissional de quem escreveu um capítulo importante da TV. Lembrando que a famosa guerra de audiência, o hábito de fazer um programa olhando em tempo real o minuto a minuto do Ibope, foram estratégias criadas por Gugu e, posteriormente adotadas por outras emissoras."

Veja mais fotos do acervo de Gugu Liberato:

Divulgação

Gugu: produtos licenciados e fotos com Hans Donner e Valeria Valenssa estão no acervo


Divulgação

Gugu Liberato: 40 anos de história na televisão sendo catalogados para mostra futura


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?