Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EX-RBD

De negacionismo a cloroquina: Christopher von Uckermann vira o terror da OMS

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Christopher von Uckermann de regata na academia

Christopher von Uckermann em foto publicada nas redes sociais; ex-RBD causou polêmica na pandemia

PAOLA ZANON

paola@noticiasdatv.com

Publicado em 17/8/2021 - 12h15

Christopher von Uckermann ficou em evidência nesta segunda-feira (16) após reclamar de uma campanha de vacinação em Sobral (CE) que usava sua imagem. Essa, no entanto, não foi a primeira atitude polêmica do ator e cantor ex-RBD durante a pandemia da Covid-19. Ele chegou até a defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento contra o coronavírus.

Em maio do ano passado, quando o México atingiu a marca de cinco mil mortos por Covid, Uckermann afirmou que a pandemia mascarava uma máfia envolvendo os setores da saúde e da imprensa para desviar dinheiro. "Há hospitais que estão recebendo grande quantidade de dinheiro para decidir que a gente tem Covid. Questionem, peçam uma prova", disse, nas redes sociais.

A polêmica seguinte foi sobre o uso obrigatório de máscaras. Em uma live, o ex-RBD declarou que as máscaras simbolizavam o silêncio e que as pessoas não deveriam ser obrigadas a usá-las. Ele ainda acrescentou que as medidas de segurança para evitar a disseminação contra o coronavírus eram inúteis.

O ator causou revolta, especialmente entre fãs brasileiros, ao firmar apoio às declarações de Jair Bolsonaro sobre o uso da cloroquina. "Compartilho não por uma perspectiva política, mas porque a hidroxicloroquina é usada há mais de 65 anos", justificou, ao postar uma notícia sobre o presidente brasileiro autorizar o uso do remédio, mesmo sem a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Após ser massacrado, o intérprete de Diego em Rebelde (2004) se defendeu dizendo que não era contra nem a favor de Bolsonaro, mas apoiava o uso da cloroquina no tratamento precoce por preferir "coisas naturais". 

Antes de criticar a campanha feita em Sobral com imagens do grupo RBD, Uckermann ainda declarou que não pretendia se vacinar, pois não se submeteria a uma substância desconhecida que poderia ser até pior que o próprio coronavírus. O músico afirmou que só iria tomar a vacina se fosse obrigatória para viajar.

Os outros cinco

As opiniões de Uckermann não são compartilhadas pelos outros cinco ex-integrantes do RBD. Nos ensaios com Anahí, Maite Perroni e Christian Chávez para a live especial do grupo, Uckermann foi o único que não usou máscara.

Alfonso Herrera, Dulce María e Maite fizeram campanhas publicitárias no México em favor do uso de máscara, além de incentivarem em suas redes sociais a vacinação e a manutenção dos cuidados mesmo após a imunização.

Anahí, que chegou a ser contaminada após a live do RBD em dezembro, também incentiva o uso de máscaras e comemorou quando viu o vídeo de um fã de Sobral indo se vacinar fantasiado de Mía, sua personagem na novela. Após as declarações de Uckermann, Poncho e Maite reforçaram a importância da vacinação.


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas