Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

29 PONTOS

Astro de comercial de carro, Bruno Gagliasso briga na Justiça para não perder CNH

THIAGO DURAN/AGNEWS

Bruno Gagliasso durante visita a Casa Cor 2019, em São Paulo

Bruno Gagliasso durante visita a Casa Cor 2019, em São Paulo; ator quer anular suspensão da CNH

LI LACERDA e ELBA KRISS

Publicado em 10/9/2020 - 7h10

Garoto-propaganda de uma montadora de veículos, Bruno Gagliasso luta na Justiça para não perder sua CNH. Em maio, o ator foi notificado de que teve sua permissão suspensa em um processo administrativo ocasionado por sete multas, que somaram 29 pontos. Em ação que corre no 2º Juizado Especial Fazendário do Rio de Janeiro, ele alega não ter recebido os avisos. O ator afirma estar regular perante o Detran-RJ.

A reportagem do Notícias da TV teve acesso aos autos em que a defesa do artista, estrela de campanhas publicitárias da Renault, pede a "ação anulatória de ato administrativo com pedido de tutela antecipada", pois o "autor não foi notificado para apresentação de real infrator e as defesas cabíveis em relação aos autos de infração".

"Uma vez que nunca recebeu qualquer correspondência cientificando-lhe acerca das lavraturas e, posteriormente, da aplicação das penalidades nos referidos autos de infração, a somatória de pontos foi suficiente para que se instaurasse o aludido processo de suspensão", completa.

As multas, no caso, foram emitidas entre janeiro e fevereiro de 2017, por estacionar em local proibido (quatro pontos) e transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% (quatro pontos). A mais grave é uma de cinco pontos, por estacionar no passeio (calçada).

Desde então, Gagliasso tenta não perder a Carteira Nacional de Habilitação: ele entrou com dois recursos no próprio Detran-RJ, em janeiro e julho de 2018. Em 13 de maio último, o órgão definiu como penalidade a suspensão do direito de dirigir por seis meses e curso de reciclagem. Diante disso, ele partiu para a briga na Justiça.

Em 31 de agosto, a juíza Márcia Cristina Cardoso de Barros, do Cartório dos Juizados Especiais Fazendários, indeferiu o pedido de antecipação da tutela do artista. Ao Notícias da TV, a assessoria do marido de Giovanna Ewbank enviou um comunicado dizendo que Bruno não está impossibilitado de dirigir.

"A cobrança de multa em nome dele está sendo devidamente discutida perante as autoridades pertinentes, mas certo é que inexiste qualquer decisão que tenha afastado o direito do Bruno de conduzir veículo. Prova disso é que sua situação está regular perante o Detran, o que lhe autoriza a dirigir automóveis sem qualquer tipo de restrição", informou a equipe do ator.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Detran-RJ, que disse não divulgar informações de terceiros. A Procuradoria Geral do Município do Rio de Janeiro não se manifestou sobre o caso até o fechamento deste texto.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?