FALA SOBRE UNIÃO

Após clipe com sósia de Anitta, Ludmilla desabafa sobre rivalidade feminina

WEBER BELECIO/AGNEWS

Ludmilla nos bastidores de seu Fervo da Lud, em fevereiro de 2020

Ludmilla nos bastidores de seu Fervo da Lud, em fevereiro; cantora desmentiu indireta em letra de música

REDAÇÃO - Publicado em 03/07/2020, às 23h05

Após o público apontar a música Cobra Venenosa como uma indireta para Anitta e sugerir que o clipe tem uma sósia da funkeira, Ludmilla decidiu explicar que sua canção não se trata sobre rivalidade feminina. "Fala muito mais da união das mulheres", disse em texto de esclarecimento em seu Instagram publicado nesta sexta-feira (3).

Apesar da artista afirmar que a letra foi escrita há três anos e não tem relação com o desentendimento com Anitta, internautas apontaram uma das figurantes do vídeo como uma garota muito parecida com a namorada de Gui Araújo por causa das semelhanças físicas. 

Ao ver a repercussão das especulações, a funkeira escreveu um textão para explicar que sua composição, na verdade, retrata o contrário. "Eu acho que a gente tem que repensar o conceito de rivalidade feminina. A letra da música, na verdade, fala muito mais da união das mulheres. Tanto que até a personagem que seria a 'cobra venenosa' é chamada para se juntar ao bonde", desabafou.

"Quando uma outra mulher faz algo que te machuca, te diminui ou faz algo que você acha errado tem que ser possível a gente falar sobre isso, pontuar e chamar para refletir", continuou.

Para a cantora, mulheres devem e podem dialogar sobre falhas uma das outras. Não fazer isso, segundo ela, é retrocesso. "Não é porque é outra mulher que não podemos apontar para as contradições e erros. Isso não contribui para a gente melhorar, evoluir. Quando um homem chama a atenção de outro homem, por exemplo, não questionamos se isso é rivalidade masculina", analisou.

"Mas como somos ensinadas que mulheres só podem ser rivais, ficamos apenas nesse lugar. Romper com essa ideia de que crítica entre mulheres é sempre fruto de rivalidade feminina também é importante para uma relação mais verdadeira e saudável entre nós", pediu.

Em seu relato, a artista completou dizendo que procura o apoio em pessoas que considera referências, como a jornalista Maíra Azevedo. "Uma amiga me mandou um texto da atriz Jameela Jamil [intérprete de Tahani em The Good Place] sobre isso e concordo com ela. Estou querendo muito aprender e, além das coisas que estou lendo e pesquisando, ainda conto com mulheres fodas, como Tia Má, que estão comigo, me ajudando e me dando a mão", finalizou.

Confira publicação de Ludmilla no Instagram:

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Eu acho que a gente tem que repensar o conceito de rivalidade feminina. A letra da música, na verdade, fala muito mais da união das mulheres. Tanto que até a personagem que seria a “cobra venenosa” é chamada para se juntar ao bonde. Quando uma outra mulher faz algo que te machuca, te diminui ou faz algo que você acha errado tem que ser possível a gente falar sobre isso, pontuar e chamar para refletir. Não é porque é outra mulher que não podemos apontar para as contradições e erros. Isso não contribui para a gente melhorar, evoluir. Quando um homem chama a atenção de outro homem, por exemplo, não questionamos se isso é rivalidade masculina. Mas como somos ensinadas que mulheres só podem ser rivais, ficamos apenas nesse lugar. Romper com essa ideia de que crítica entre mulheres é sempre fruto de rivalidade feminina também é importante para uma relação mais verdadeira e saudável entre nós. Uma amiga me mandou um texto da atriz Jameela Jamil sobre isso e concordo com ela. Estou querendo muito aprender e, além das coisas que estou lendo e pesquisando, ainda conto com mulheres fodas, como Tia Má, que estão comigo, me ajudando e me dando a mão. #cobravenenosa

Uma publicação compartilhada por Ludmilla (@ludmilla) em


Assista abaixo ao clipe de Cobra Venenosa:

Tudo sobre

Anitta Ludmilla

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook