MADRINHA DO SAMBA

Antes de morrer, Beth Carvalho queria homenagear Arlindo Cruz no Fantástico

DIVULGAÇÃO/GLOBO

Beth Carvalho e Arlindo Cruz: cantora queria prestar homenagem em vida para sambista que ajudou - DIVULGAÇÃO/GLOBO

Beth Carvalho e Arlindo Cruz: cantora queria prestar homenagem em vida para sambista que ajudou

GABRIEL VAQUER - Publicado em 04/05/2019, às 06h18

Vítima de uma infecção generalizada que lhe tirou a vida aos 72 anos na última terça-feira (30), a sambista Beth Carvalho (1946-2019) tinha um projeto para homenagear o amigo Arlindo Cruz, que sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) em 2017 e desde então vive sob cuidados médicos. Beth queria que o Fantástico, da Globo, exibisse o especial.  

O Notícias da TV apurou que, nas últimas semanas de vida, Beth convidou amigos e parceiros para compor um samba para falar da batalha pela vida do músico, que ela ajudou a revelar nos anos 1980, juntamente com Zeca Pagodinho.  

A ideia era chamar nomes como Xande de Pilares, além de outros intérpretes, para gravar a música. Apenas após esse processo, a homenagem seria apresentada para a produção do programa dominical da Globo --Arlindo tinha vínculo com a emissora, onde gravou vinhetas e participou de programas, como o Esquenta! (2011-2017).

Beth e Arlindo eram bem próximos. A mulher de Arlindo Cruz, Babi Cruz, disse ao jornal Extra que não falará da morte de Beth para o marido. "Não posso ainda passar essa dor pra ele, ainda não consegui nem falar da morte do irmão. E agora vem essa notícia da Beth. Estamos de luto. O samba está eternamente de luto", disse Babi.

Procurada, a Globo disse que não recebeu nenhuma proposta de homenagem para Arlindo Cruz por parte de Beth. A revista eletrônica vai relembrar os maiores sucessos da sambista neste domingo (5), com um pequeno show realizado na casa onde ela pretendia comemorar os 73 anos, que também seriam completados amanhã.

Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Nelson Sargento, Teresa Cristina, Arlindinho, Dudu Nobre, Xande de Pilares e Zélia Duncan se reuniram com integrantes do Fundo de Quintal e com Luana Carvalho, filha da artista. A Globo promete exibir o tributo para Beth com grande destaque.

Madrinha do samba

Elizabeth Santos Leal de Carvalho, Beth Carvalho, começou a fazer sucesso nos anos 1970, com canções que se tornaram clássicos, como Saco de Feijão, Olho por Olho, Coisinha do Pai, Firme e Forte, Vou Festejar, Acreditar e Mas Quem Disse que Eu te Esqueço.

Por abrir espaço para grandes talentos do samba nacional, Beth ganhou o apelido de "madrinha do Samba". Além de Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal, Almir Guineto, Sombra, Sombrinha, Luis Carlos da Vila, Jorge Aragão e muitos outros talentos explodiram graças à generosidade de Beth, que auxiliava na composição e produção de muitos sucessos.

Beth Carvalho era torcedora do Botafogo e tinha uma versão de Vou Festejar cantada na arquibancada em todas as partidas do clube. O velório da cantora ocorreu no salão nobre do Botafogo.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook