MATERNIDADE ALTERNATIVA

Madrasta de gêmeos, Mariana Xavier diz que nunca quis ser mãe; saiba o motivo

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Os atores e casal Mariana Xavier e Diego Braga com os filhos dele, Diana e Danilo, em foto publicada no Instagram

Mariana Xavier com o namorado Diego Braga e os filhos dele, Diana e Danilo, em foto publicada no Instagram

REDAÇÃO - Publicado em 28/07/2020, às 11h23

Namorada do ator Diego Braga, que é pai de gêmeos, Mariana Xavier declarou que nunca quis ser mãe, mas que adora ser madrasta. Durante uma participação no Encontro com Fátima Bernardes nesta terça (28), a atriz explicou que sempre procurou se relacionar com homens que já fosse pais, para que ela não tivesse a obrigação de engravidar.

"Como você se avaliaria como madrasta nesse período [de quarentena], porque seu namorado tem dois filhos, já começou com filhos gêmeos de quatro anos. Ou seja, começou bem!", brincou a apresentadora. "Mas eu já tive uma experiência anterior, né, eu fui casada e já tinha sido madrasta, mas de uma adolescente, que hoje é adulta e super minha amiga", ressaltou Mariana. 

"O Diego eu digo que veio do jeitinho que eu queria. Porque eu pensava: 'Poxa, podia vir um cara legal já com filho', porque eu não tenho vontade de ter filho. E eu não quero nenhum homem me perturbando o juízo querendo que eu faça filho para satisfazer homem nenhum. E aí ele veio perfeitinho, com um menino e uma menina, então não tem desculpa para pedir mais", explicou a atriz. 

"Quer uma menina? Já tem! Quer um menino? Já tem! Olha que maravilha!", completou ela, aos risos. Braga é pai de Diana e Danilo, frutos de um relacionamento anterior. 

Em seguida, Mariana falou do estigma da madrasta ser vista como vilã e uma pessoa ruim. "Uma vez eu tava falando com as crianças e usei a temida palavra madrasta e acho que a Diana falou: 'Não, você é Mari, porque madrasta é malvada igual a da Branca de Neve'. Realmente, foi construída essa ideia de rivalidade, de que a madrasta não pode ter amor pelo filho que não é dela", disse a artista. 

A estrela do clipe musical Jenifer ainda militou pelo direito da mulher de não ser mãe se não quiser. "Tem isso de que a mulher só é realizada se ela for mãe, ou quando você diz abertamente que você não quer perguntam se você não gosta de criança. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu tenho tanto respeito por quem escolhe a maternidade, por ser de uma responsabilidade tão grande, que eu acho que você não pode fazer para surprir a expectativa de ninguém", defendeu ela. 

"Eu acho muito importante que estejamos num momento em que as mulheres podem refletir sobre isso de poder fazer as próprias escolhas. Porque você botar a expectativa de felicidade em cima de um sonho que não é seu, a chance da sua frustração é gigantesca. Eu amo criança, mas eu amo a criança dos outros porque dá para devolver", finalizou. 

Confira uma publicação de Mariana Xavier em que ela fala sobre os enteados: 

 
 
 
View this post on Instagram

Ontem à noite numa conversa com as crianças eu usei a temida palavra: MADRASTA. Disse "Estamos estudando e testando umas coisas novas porque papai quer ser um pai melhor e eu também quero ser uma madrasta melhor pra vocês". ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Primeiro o espanto nos rostinhos dos dois, depois Diana me abraçou contestando: "Você não é madrasta, você é Mari! Madrasta é malvada, igual à da Branca de Neve!".⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Eu entendo a surpresa de Danilo e Diana. As histórias infantis sempre pintaram as novas companheiras dos pais como mulheres malvadas, competitivas, incapazes de tratar com amor filhos que não fossem seus, e isso ficou no inconsciente coletivo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Eu mesma sempre disse "BOADRASTA", ou "ÓTIMADRASTA", e também já tive esse título outrora. O trocadilho é intuitivo, é divertido, é carinhoso, mas será que é necessário? Eu tenho tentado me reeducar pra não usá-lo mais, porque hoje vejo quanto preconceito com as mulheres existe em suas entrelinhas. Ou você já viu algum padrasto entrando numa relação já precisando atenuar o termo que o designa pra provar que não é um bruxo cruel??? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ MADRASTA não é palavrão, portanto não precisa de eufemismos. ❤ Me diz o que você acha dessa reflexão? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #madrasta #crianças #gêmeos #feminismo #familia #educacaonaoviolenta #parentalidadepositiva

A post shared by Mariana Xavier (@marianaxavieroficial) on

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook