Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GUERRA FRIA

Acusada de comprar posto, Thay Magalhães desiste de ser rainha da Tuiuti

WALLACE BARBOSA/AGNEWS

Montagem de fotos com Thay Magalhães e Mayara Lima no desfile da Paraíso da Tuiuti

Thay Magalhães (à esq.) e Mayara Lima: rainha e princesa da Paraíso do Tuiuti no desfile

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 23/4/2022 - 23h55
Atualizado em 24/4/2022 - 0h21

Thay Magalhães desfilou como rainha de bateria da Paraíso do Tuiuti pela primeira vez neste sábado (23). A influenciadora, no entanto, não deve ter essa função no ano que vem. Acusada por alguns de ter comprado o posto na escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, ela disse que não quer criar rivalidade na comunidade.

"Pra mim já deu. Não continuo na Tuiuti. Ano que vem vou começar mais de baixo", prometeu ela em entrevista ao site G1. O caso da rainha de bateria ganhou repercussão após um vídeo da princesa da Tuiuti, Mayara Lima, vir à tona.

Cria da agremiação, ela demonstrou samba no pé e passou a ser defendida nas redes sociais, já que uma novata de fora do samba estava no posto mais importante na avenida.

Mayara frequenta a Tuiuti desde 2011, quando tinha 14 anos. Thay falou que tem feito terapia para lidar com ódio e, se pudesse voltar no tempo, não teria sido rainha. "Talvez como musa. Mas fiquei empolgada de entrar nesse mundo. Mas nem na política fui tão escorraçada e não vim aqui para isso", comentou ao jornal Extra.

Antes de desfilar, Thay ainda confessou: "Eu não sou do samba. Estou estreando, estou aprendendo e o que posso dizer é que vou dar o meu melhor. Estou muito nervosa, mas já fiz minhas orações em casa e sei que vai dar tudo certo".

TUDO SOBRE

Carnaval


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.