Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CASO SEGUE

Justiça nega pedido para Karol Conká ser intimada durante BBB21

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Imagem de Karol Conká sorridente no BBB21, em conversa com Gilberto Nogueira

Karol Conká sorridente no BBB21; Justiça negou pedido para que sister seja intimada durante reality

ERICK MATHEUS NERY e LI LACERDA

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 2/2/2021 - 12h14

Participante do Big Brother Brasil 21, Karol Conká teve sua primeira vitória na Justiça no processo movido pela empresária Bianka Grismino. Em decisão proferida na segunda-feira (1°), o juiz Guilherme Ferreira da Cruz negou o pedido da acusação para que a cantora fosse intimada durante o confinamento no reality da Globo.

"Observe-se, a propósito, que nem mesmo se alega - aqui- risco de impossibilidade futura de produção da prova; ao passo que o notório regime de confinamento imposto pelo mencionado programa televisivo aos seus participantes, per se, impede seja a citação de Karoline realizada no PROJAC", afirmou o magistrado, em referência ao antigo nome dos Estúdios Globo.

Na decisão, à qual o Notícias da TV teve acesso, o juiz reforça que a intimação à artista confinada é "desnecessária até que se prove que a coautora não deixou procuradores com poderes para receber o chamamento em seu nome. Por isso, rejeito os embargos de declaração".

Bianka, dona de uma loja de bijuterias hospedada na plataforma Shopee, acusa a cantora de não cumprir com o combinado durante uma ação publicitária feita em outubro de 2020.

A empresária afirma que Karol foi contratada com o objetivo de atrair novos clientes para a sua loja. Porém, a atual sister não teria cumprido sua parte no acordo e teria feito apenas uma publicação para direcionar seus seguidores à plataforma da Shopee. O caso foi divulgado pelo jornalista Leo Dias, do Metrópoles.

Segundo a parte autora do processo, Karol Conká também teria usado algumas peças da sua marca durante a gravação de um clipe, sem creditar a loja. Por isso, a empresária pede o valor de R$ 230 mil como indenização por danos materiais e morais.

Procurada pela reportagem, a equipe jurídica de Bianka informou que "o processo está correndo normalmente. O juiz manifestou uma posição bem clara. Ele considera a possibilidade de que exista um procurador constituído para ser citado em nome dela". A equipe da sister não respondeu os questionamentos até a publicação deste texto.


Saiba tudo sobre o BBB21 com o podcast O Brasil Tá Vendo

Ouça "#24 - Quem são os protagonistas, barraqueiros e embustes do BBB21?" no Spreaker.


Últimas de BBB21

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?