Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DIÁLOGO É NECESSÁRIO

Relação aberta só para mulheres de Aline Mineiro e Leo Lins: Justo ou machismo?

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O casal Leo Lins (à esquerda) e Aline Mineiro (à direita) em foto publicada no Instagram

Leo Lins e Aline Mineiro em foto publicada no Instagram; casal vive namoro aberto

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 25/9/2021 - 6h25

Participante de A Fazenda 2021, Aline Mineiro vive uma relação aberta com Leo Lins, mas na qual os dois podem ficar apenas com mulheres. A ex-panicat beijou outras colegas de confinamento no reality da Record, e o humorista já avisou nas redes sociais que permite a curtição da namorada, desde que seja apenas com pessoas do sexo feminino. Isso seria justo ou machismo?

Ao Notícias da TV, a coach de empoderamento feminino Mayra Cardozo explica que é necessário muito diálogo entre as partes de um relacionamento para que se chegue a um acordo bom para todos. 

"Um relacionamento aberto, independentemente da orientação sexual dos pares, pode ser problemático caso não tenha regras bem estabelecidas, um bom diálogo e que seja de interesse de ambas as partes. Manter um relacionamento aberto não é fácil, exige muita conversa e principalmente respeito às regras do jogo estabelecidas em comum", avisa a especialista.

Em entrevista ao Venus Podcast em agosto, antes de entrar na competição apresentada por Adriane Galisteu, Aline tinha falado sobre sua bissexualidade e explicado como é a dinâmica de seu namoro com Lins.

"A gente tem ciúme dentro do saudável. Eu tenho ciúme dele, mas eu cuido da relação. Sempre tô vendo o que tá acontecendo, ele também tá sempre olhando. Eu falo pra ele que, se ele quiser pegar alguém, a gente pega junto (risos). E é supertranquilo. Se rolar de gostar de alguém, a gente sai em trio e faz um ménage à trois [sexo a três]", declarou a modelo.

"Sempre perguntam se ele me aceita com outros homens. Eu não tenho vontade, mas se eu tivesse eu falaria sem problema nenhum, porque a minha vontade é minha vontade, dane-se. Quando eu tô com ele, eu gosto de pegar outras meninas", completou a entrevistada de Criss Paiva e Yasmin Ali Yassine.

Confira:  

Apesar de ser uma escolha individual e obviamente pessoal, a exclusão de homens das "regras" de um namoro aberto pode ser vista como discriminação com base no gênero e de uma lógica patriarcal que orienta este relacionamento, de acordo com Mayra, que também é especialista em desenvolvimento humano. 

"A principal problemática advém de como as regras do relacionamento são impostas, se existe uma hierarquia masculina em ditar as regras do casal, determinando que só é permitido fora do pacto se relacionar com mulheres. A maioria dos relacionamentos sob a égide de uma sociedade patriarcal são machistas, até mesmo os mais desconstruídos", analisa a professora de Direitos Humanos do Centro Universitário de Brasília (DF).

Somos socializados desde cedo a exercer papéis de gênero que reforçam a subordinação da mulher e a soberania masculina. Nós mulheres somos socializadas a sermos responsáveis por cuidar do relacionamento, enquanto os homens são socializadas para ditar as regras de funcionamento desse relacionamento. 

"Logo, podemos entender que não só o relacionamento de Leo Lins e Aline Mineiro pode reproduzir lógicas patriarcais, mas a maioria dos relacionamentos no nosso sistema. Quando uma mulher se submete a qualquer coisa que contrarie a sua vontade e seus valores para agradar ao seu parceiro, isso já nos demonstra indícios de que o equilíbrio de poder nessa relação não está legal e harmônico", avisa Mayra.

A mentora de feminismo e inclusão reforça que não cabe julgar ou mesmo "cancelar" o casal Leo e Aline, já que decisões individuais devem ser respeitadas. 

"Antes de julgar o outro e apontar o dedo para o outro é interessante que investiguemos os nossos próprios relacionamentos. Como será que estamos reproduzindo nossas crenças socialmente construídas com valores machistas e patriarcais? Temos que entender, dialogar e educar pessoas e 'cancelar' o sistema", conclui.

Leo autoriza Aline a ficar com mulheres

Em 17 de setembro, Aline Mineiro beijou Dayane Mello, Fernanda Medrado e Mileide Mihaile na primeira festa de A Fazenda 13. No dia seguinte, Leo Lins fez questão de deixar clara a sua autorização à parceira. Em uma sequência de vídeos publicados nos Stories do Instagram, o comediante brincou com a situação.

"Eu quero agradecer ao pessoal que foi no meu show em Jundiaí [interior de SP]. Umas 600 pessoas, que é também o número de meninas que a Aline beijou em uma noite, essa foi inesquecível. Me mandaram os vídeos da Fazenda. Eu já assisti tudo", começou Lins.

"Meninas tá liberado, não tem problema. Agora, meninos... Se ficar com caras, meu irmão, tá o registro aqui: acabou. Aliás, vai ter um apartamento vago aqui", declarou o namorado.

Confira os vídeos de Leo Lins no Instagram:

Apimentar a relação?

Ainda no Venus Podcast, Aline disse que os dois evitavam "repetir" um encontro a três com a mesma mulher. "[Ficar com outras mulheres] É uma coisa muito divertida pra gente, acho que faz muito bem pro casal. Eu fico com receio [de repetir]. Eu tenho medo de se apegar, porque a gente é muito receptivo", descreveu a participante de A Fazenda. 

Em contrapartida, a terapeuta tântrica e especialista em sexualidade Talita Góis analisa que a decisão de abrir uma relação nunca deve ser tomada como uma tentativa de salvar um namoro ou casamento, pois o resultado pode ser catastrófico. 

"Quando um casal resolve abrir apenas para um lado, pode ser por escolha de ambos ou por total insegurança do parceiro em abrir para os dois lados. Eu não diria que seria machismo, mas acredito que a maioria opta apenas por mulheres por medo de perder a parceira", diz a psicóloga em conversa com a reportagem. 

"A mulher muitas vezes abre seu casamento para tentar salvá-lo. O homem separa muito bem o sexo do amor, porém a mulher normalmente leva seu coração para o sexo. Uma mulher não preparada para uma relação assim pode ter complicações emocionais avassaladoras", alerta Talita. 

A conselheira também explica que é necessário equilíbrio emocional, confiança dentro da relação e diálogo para que as decisões sejam tomadas em conjunto e que nenhuma das partes saia ferida ou prejudicada desta relação. 


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas