Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ALERTA DE ABUSO

Jove é boy lixo de Pantanal? Nayara, Guta e Juma viram vítimas do esquerdomacho

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Jesuita Barbosa com expressão séria em cena como Jove na novela Pantanal

Jove (Jesuita Barbosa) em Pantanal; rapaz tem causado debate na web sobre atitudes abusivas

DÉBORA LIMA

debora@noticiasdatv.com

Publicado em 28/5/2022 - 6h55

Jove (Jesuita Barbosa) é bastante perspicaz na hora de apontar o dedo para o machismo de José Leôncio (Marcos Palmeira), mas acaba não percebendo os próprios erros em Pantanal. O aspirante a fotógrafo já deu show de falta de responsabilidade afetiva com Nayara (Victoria Rossetti) e Guta (Julia Dalavia) no maior estilo "amor sem rótulos". Além disso, algumas atitudes com Juma (Alanis Guillen) levantaram o debate sobre relação abusiva na novela das nove da Globo.

No folhetim adaptado por Bruno Luperi, o filho de Madeleine (Karine Teles) mantinha um caso com Nayara há mais de um ano. Ela chegou a apresentá-lo para a família e acreditava no futuro do relacionamento. No entanto, o mocinho não teve a mesma consideração com a influenciadora digital, que sequer conhecia a mãe e a avó do paquera.

Jove nem ao menos cogitou avisar a loira de que estava viajando para o Mato Grosso do Sul ou teve a capacidade de colocar um ponto-final na relação antes de mudar para o Pantanal. Nayara acabou vítima do chamado ghosting, quando alguém some sem dar explicações para o parceiro.

O sobrinho de Irma (Camila Morgado) até poderia usar como desculpa a falta de sinal de internet no bioma, mas custava ter dado o recado para a garota antes de embarcar para a fazenda do pai? "A gente estava ficando exclusivos", desabafou a jovem em conversa com Gustavo (Caco Ciocler) na época em que desconfiou de que estava sendo traída.

"É muito comum esse tópico de 'uma relação sem rótulos', porque implica no clássico de se eximir da responsabilidade. O patriarcado é desenhado de forma que todas as responsabilidades afetivas geralmente são 'tarefas da mulher'. A 'mulher é quem cuida', e os homens podem se eximir de certas responsabilidades, inclusive essa de assumir uma relação enquanto namoro. Existe uma certa esquiva por parte dos homens", explica a psicóloga Laís Nicolodi, mestra pela USP e membra do Coletivo Feminista de Mulheres Analistas do Comportamento.

Guta e Jove se beijam em rio

Guta e Jove transaram em rio

Sexo casual... para ele

Guta se interessou pelo rapaz logo de cara por se identificar com os pensamentos mais "pra frentex" dele --em completa oposição aos peões machões da região. Depois de muitos flertes, os dois engataram um affair bem quente com direito a uma transa no rio.

A herdeira de Tenório (Murilo Benício) acabou se encantando rapidamente e quase fez as malas para se mudar com o novo crush para o Rio de Janeiro. Mas Jove incorporou mais uma vez o boy lixo e voltou para a Cidade Maravilhosa com Juma sem dar qualquer satisfação para a engenheira, que sofreu com o ghosting e com o ciúme da menina-onça.

Nudez inconveniente

As peripécias do aspirante a fotógrafo nos rios do Pantanal também envolveram a amiga de Muda (Bella Campos). O jovem ficou pelado na frente da pantaneira do nada e ainda fez um discurso bem característico de um esquerdomacho sedento para despir a "próxima vítima": "Que foi? Deixa de bobagem. É só um corpo, igual o seu. Nunca viu um homem sem roupa antes?".

Constrangida, Juma pediu para ir embora, mas foi ignorada pelo rapaz. Ela acabou cedendo e entrou no rio (vestida) com a condição de que Jove não tocasse nela --o que ele também não atendeu. Nas redes sociais, internautas problematizaram a cena.

O comportamento do neto de Mariana (Selma Egrei) pode ser caracterizado como importunação sexual. De acordo com a Lei 13.718/18, o ato engloba qualquer prática de cunho sexual realizada sem o consentimento da vítima e é caracterizada pela realização de ato libidinoso com objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.

Juma segura nas grades de portão e é amparada por Zaquieu

Juma entrou em pânico em mansão

Sequestro e cárcere privado

Outra atitude controversa de Jove acendeu o alerta sobre os abusos com a filha de Maria Marruá (Juliana Paes). Sem explicar direito para a garota o que estava acontecendo, ele a colocou dentro de um avião e a levou para o Rio de Janeiro. Juma nunca havia saído do Pantanal e demonstrou receio com a viagem antes mesmo de desembarcar.

Para piorar, a família Novaes não foi muito receptiva com a interiorana, que se sentiu acuada durante todo o tempo em que passou na mansão. Jove ainda saía para resolver alguns assuntos e deixava a namorada sozinha --em um momento de "réiva", ela tentou fugir e pareceu um bicho preso na jaula. O rapaz ainda ignorou vários apelos de Juma para retornar à tapera.

Além disso, a filho de Zé Leôncio parece querer "adestrar" a pantaneira e vive chamando a atenção dela pelo comportamento mais selvagem. Apesar de ajudar na alfabetização da mocinha, ele acabou usando as aulas como moeda de troca para ir se aproximando cada vez mais dela --como quando disse que só a ensinaria a ler se ela não "mostrasse mais os dentes" para ele.

Dependência emocional

Aos poucos, Juma foi se deixando envolver pelo jeito diferente dos homens com que estava acostumada a lidar no Pantanal. O aspirante a fotógrafo conseguiu tocar na amada com mais frequência, mas ainda não chegou às vias de fato com a menina-onça --que não teve nenhuma experiência sexual na vida.

A personagem de Alanis Guillen também desenvolveu uma dependência emocional e já chegou a dizer que ela morre se o companheiro for embora. É nesses momentos que uma rede de apoio seria importante para alertar a garota dos riscos de depositar tanta expectativa em um relacionamento.

"A rede de apoio muitas vezes possibilita para a pessoa que é vítima ser escutada e enxergar algumas coisas sobre um contorno que antes talvez ela não enxergasse. Quando a gente tá vivendo algo sozinho, é muito comum que a gente não tenha percepção de certas coisas. Às vezes é importante o compartilhar, seja com terapeuta, familiares ou amigos. Uma pessoa que tende a ter uma rede de apoio pode ter mais condições de dar um contorno de que a relação que ela vive traz mais prejuízos para ela", afirma Laís Nicolodi.

Jove beija Juma

Jove e Juma em cena da novela

O que é esquerdomacho?

Jove acabou ganhando o título de esquerdomacho nas redes sociais pelo comportamento controverso com as mulheres com quem se envolveu. O rótulo descrever homens com pensamento político alinhado à esquerda e que costumam fazer discursos liberais e militantes. No entanto, têm atitudes diferentes em seus relacionamentos.

"Alguns homens mais versados na literatura feminista ou que têm mais domínio sobre o que é relacionamento abusivo podem ter mais subsídios argumentativos para dizer que não estão cometendo esse tipo de coisa", pontua a psicóloga.

"O comportamento de manipulação, de se eximir de responsabilidades, de agressão e agressões sutis pode estar presente em todo tipo de pessoa. Às vezes, o homem mais versado na área do feminismo pode ter mais argumentos ou recorrer a estratégias com as quais ele consiga fazer uma manipulação mais sofisticada", completa a profissional.

O que fazer ao perceber sinais de abuso?

Nayara, Guta e Juma podem até não ter percebido, mas as atitudes de Jove já servem como um alerta para relacionamentos abusivos. "É sempre importante que a pessoa que esteja se sentindo possível vítima comunique ao parceiro primeiro como uma tentativa de: 'Olha, espera aí, a coisa não está legal por aqui, você está percebendo o erro?', alguma coisa menos radical, digamos assim, porque existem às vezes pessoas dispostas a rever alguns padrões", orienta Laís, que continua:

A diferença é que muita gente fala que está disposta a rever, mas não quer mudar. Quando há uma recusa em mudar ou quando esses comportamentos abusivos já trazem danos psicológicos, morais ou físicos para a vítima, é melhor romper nos primeiros sinais de lesão. Quando falo lesão não é só física, se a mulher é insultada e recebe tipos de agressão psicológica, acho que existe um limite aí para proteger a vítima.

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.