Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EX-A FAZENDA NA UTI

Hemorragia no cérebro de Sthe Matos pode indicar aneurisma e até trombose

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Sthe Matos está com olhar sério em direção à câmera

Sthe Matos: ex-A Fazenda está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) após sangramento cerebral

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 22/3/2022 - 17h49

Sthefane Matos está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde a noite desta segunda-feira (21), após sofrer uma hemorragia no cérebro. O perfil da ex-A Fazenda (Record) no Instagram disse que ela está bem e segue apenas protocolos médicos para assegurar que não há nada grave. Problemas como o dela podem indicar aneurisma cerebral, trombose venosa e entupimento de uma veia cerebral.

"O sangramento cerebral pode ter várias causas. A trombose venosa é bastante relacionada à infecção do coronavírus, então a Covid-19 pode, eventualmente, estar associada a trombose venosa cerebral com hemorragia, malformações arteriovenosas, tumores, distúrbios da coagulação do sangue... Tudo isso pode causar um sangramento cerebral", explica o neurocirurgião Eberval Gadelha Figueiredo ao Notícias da TV.

Não existem hábitos e cuidados certeiros para evitar um sangramento no cérebro, já que isso é um evento súbito, que não evolui com o tempo. Em geral, é um acidente vascular repentino. Pessoas que possuem pressão arterial alta são mais sujeitas ao problema.

"Hipertensos devem procurar manter a pressão arterial controlada com o uso de medicamentos, consultas médicas rotineiras para evitar que a pressão se descontrole e que possa haver uma hemorragia cerebral", destaca.

Além dos hipertensos, Figueiredo descreve mais casos para ter atenção: "Pacientes que fumam devem ser encorajados a parar de fumar; pacientes que já têm diagnóstico de aneurisma cerebral precisam procurar um atendimento médico para ver se é caso de tratar, de acompanhamento --estes também devem parar de fumar e controlar bem a pressão arterial".

Existe tratamento?

A primeira medida que deve ser tomada por parte do próprio paciente e da família é procurar atendimento médico para que seja feito um diagnóstico, tal qual fez Sthefane. A partir dessa análise, será programado um possível tratamento.

O tratamento pode variar desde um conservador, ou seja, se faz apenas exames de controle, até um cirúrgico, dependendo da causa. Se for uma malformação arteriovenosa, às vezes precisa operar. Aneurisma cerebral e tumor precisam de cirurgia. Já com a trombose venosa cerebral são utilizados anticoagulantes. Tudo depende da causa subjacente ao sangramento. Pacientes com pressão arterial alta, por exemplo, e com um sangramento muito volumoso, muitas vezes precisam operar para drenar o sangue para que não ocorra aumento da pressão intracraniana.

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.