Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DESCONFORTO

Filha de Kelly Key sofre com suor excessivo em pés e mãos; saiba o que é hiperidrose

Reprodução/Instagram

Suzanna Freitas de cabelo solto, liso e óculos de grau

Suzanna Freitas, filha de Kelly Key, com as mãos e pés suados em excesso devido à hiperidrose; saiba o que é

MARÍLIA BARBOSA

marilia@noticiasdatv.com

Publicado em 19/11/2020 - 15h17

Suzanna Freitas, filha de Kelly Key, usou seu perfil no Instagram na quarta-feira (18) para fazer um desabafo sobre o excesso de sudorese que tem nas mãos e pés. A jovem explicou que a condição a deixa muito desconfortável e atrapalha no seu dia a dia. Ela ainda mostrou fotos de como as extremidades de seu corpo ficam quando transpira. Este tipo de transtorno é chamado de hiperidrose.

"Só para vocês terem uma noção de como o estado está crítico. Olha a minha mão! Isso é real, eu não molhei. A minha mão e o meu pé estão assim agora. Não tem como isso não atrapalhar a vida", disparou.

A dermatologista Manoela Fassina, dermatologista da Clínica Leger, explicou ao Notícias da TV o que é o transtorno e o que pode causar em quem sofre deste mal.

"A hiperidrose é uma condição na qual os pacientes suam bastante, é um suor excessivo que pode acontecer até mesmo em repouso.  Ela atinge os pacientes que têm glândulas sudoríparas estimuladas de uma maneira maior. As regiões do corpo mais acometidas são axilas, palmas das mãos e dos pés. Esse tipo de situação pode ser bastante desconfortável, acaba realmente piorando, em alguns casos, a ansiedade do paciente. Impacta muito no bem-estar emocional e na autoimagem", detalhou.

Suzanna, entretanto, afirmou que a condição aparece em seu corpo mesmo quando ela não está ansiosa. "Eu não estou nervosa, não estou com nada e mesmo assim minha mão e meu pé suam muito em alguns momentos. Não ficam assim sempre, mas às vezes ataca. Isso tem começado a me incomodar", desabafou.

A médica, por sua vez, destacou que o fator emocional é um grande aliado da hiperidrose. "O fundo emocional piora a situação, porque o simples fato de o paciente saber que [pode suar] mesmo ele estando tranquilo, em repouso, acaba piorando ainda mais a situação. Mas também existe a transpiração excessiva mesmo sem o fator emocional", pontuou.

Tratamentos

A influencer contou sobre alguns métodos existentes para diminuir o problema, mas demonstrou receio com todos eles: "Existe uma cirurgia para isso, mas tem gente que fala que o suor é transferido para outros lugares, como costas e axilas. Tenho muito medo de fazer e isso acontecer. Tem também a opção de colocação de botox, mas eu tenho pavor de cogitar a possibilidade de ter uma agulha entrando na palma da minha mão e na sola do meu pé. Eu realmente não sei o que fazer”, frisou.

Manoela acredita que nestes casos, quando há uma resistência do paciente, as melhores opções são aquelas aplicadas diretamente na pele, ou então medicamentos ingeridos via oral.

"Temos as opções tópicas de tratamento, com cremes e antitranspirantes que controlam essa transpiração. Uma das substâncias envolvidas nesse controle é o hidróxido de alumínio, mas para alguns pacientes ele pode causar irritabilidade e gerar uma dermatite de contato. Alguns casos, fazemos uso de medicação que atua no sistema nervoso central, então por isso precisa sim passar por uma avaliação médica e de preferência cardiológica, porque pode alterar o eletrocardiograma dos pacientes."

A profissional também ressaltou a eficácia dos tratamentos cirúrgicos para este tipo de problema. "Aplicar toxina botulínica é um método seguro, traz conforto para o paciente de até mais de um ano", afirmou.

"Sobre a questão da transferência para outra parte no corpo, [a solução] seria realmente o tratamento cirúrgico em que a gente tira esse hiperestímulo que a gente tem, por exemplo, na mão, e normalmente surge em outro local. Esse é um efeito colateral que tem que ser pontuado, sim, para o paciente", completou.

TUDO SOBRE

Kelly Key


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?