Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CASA NOVA

Zeca Camargo assina com a Band dois dias após deixar a Globo e vai ser diretor

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Zeca Camargo em entrevista para telejornal da Globo, em setembro de 2019

Zeca Camargo em entrevista a telejornal da Globo; ele assinou com a Band e deve virar diretor de programa

DANIEL CASTRO e GABRIEL PERLINE

Publicado em 2/7/2020 - 19h06
Atualizado em 2/7/2020 - 20h10

Dois dias após seu desligamento oficial da Globo, Zeca Camargo assinou contrato com a Band na tarde desta quinta-feira (2). O apresentador foi à sede da emissora, localizada no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo, para definir os termos do acordo. Ele será diretor de programas e de novos projetos, mas ainda não está confirmado se entre eles está a atração que substituirá o Aqui na Band.

O Notícias da TV confirmou a informação com dois executivos da emissora. Zeca se reuniu com Johnny Saad, presidente do Grupo Bandeirantes, com Antonio Zimmerle, diretor de Programação, e André Aguera, vice-presidente da emissora.

Tiago Abravanel esteve na Band na tarde de ontem (1º) e recebeu o convite para comandar um game show e também para assumir a vaga de Luís Ernesto Lacombe. O neto de Silvio Santos ainda não deu sua resposta.

Mariana Godoy, por enquanto, é a única apresentadora confirmada no novo matinal, que a emissora tem pressa em definir os detalhes para colocar o quanto antes no ar.

Direção intervém no Aqui na Band

O Aqui na Band sofreu intervenção da alta cúpula da emissora após brigas internas entre as áreas de Entretenimento e Jornalismo por causa de pautas tendenciosas em favor do presidente Jair Bolsonaro. No último dia 25, os apresentadores Luís Ernesto Lacombe e Nathália Batista foram afastados, bem como o diretor-geral, Vildomar Batista. Desde então, o programa vem sendo reprisado.

Três importantes diretores da emissora travaram uma guerra de bastidores por causa dos temas conservadores do Aqui na Band. No início de maio, foi ao ar um debate com o assunto "Quem mandou matar Jair Bolsonaro?", e Fernando Mitre e Rodolfo Schneider, respectivamente diretor nacional e diretor executivo de Jornalismo, tiveram por telefone discussões ríspidas com Vildomar Batista.

A crise ganhou um novo capítulo na última semana. Em 23 de junho, foi ao ar um debate sobre conservadorismo, e os profissionais do Jornalismo consideraram inadequado o programa ter convidado o blogueiro Allan dos Santos, investigado pela Polícia Federal por disseminação de fake news. Na edição, Lacombe se assumiu conservador.

O problema da Band não é o programa ser conservador, mas, sim, excessivamente pró-Bolsonaro, com quem a emissora tem relações --o presidente prestigiou nesta semana a inauguração do AgroMais, novo canal do Grupo Bandeirantes.

A audiência do Aqui na Band também não agradava à emissora. Ficava abaixo de 1 ponto na Grande São Paulo, embora repercutisse bem nas redes sociais.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?