Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MEMÓRIA DA TV

Xuxa, filmes repetidos e Missa do Galo: Como era o Natal na TV nos anos 1990

Fotos: Divulgação

Atores em cena do filme Esqueceram de Mim, de 1990, com Macaulay Culkin ainda criança, é um clássico da TV na época do Natal

O filme Esqueceram de Mim, de 1990, com Macaulay Culkin, é um clássico da TV na época do Natal

THELL DE CASTRO

Publicado em 22/12/2019 - 7h22

Ao contrário dos Estados Unidos, onde existem especiais em praticamente todos os canais, paradas e partidas esportivas ao vivo, os dias 24 e 25 de dezembro não são tão valorizados na televisão brasileira. Nos anos 1990, a situação já era assim e o que se via eram filmes repetidos, especiais de Xuxa e a Missa do Galo.

O primeiro especial de Natal de Xuxa foi exibido em 1989 pela Rede Globo. O programa era mostrado normalmente no dia 24 de dezembro --em 1997, foi mostrado no dia 25.

Além de Xuxa, atrações musicais estrangeiras e enlatados também integravam o Natal global. Em 1990, foi mostrado um show de Julio Iglesias; em 1991, um episódio de Natal de Os Simpsons; em 1992, episódio natalino de A Família Dinossauros, febre na época; em 1993, especial do infantil TV Colosso; em 1997, um show de Michael Jackson.

A Rainha dos Baixinhos perdeu o trono a partir de 1998, quando foi exibido um especial de Angélica no dia 24. Em 1999, foi ao ar uma edição especial do Globo Repórter.

Em alguns anos, a emissora mostrou concertos temáticos de música clássica, como 1995, que teve um especial gravado em Viena, na Áustria; e edições especiais do Domingão do Faustão, quando a data caía aos domingos.

A Globo escolhia esses dias para estrear alguns filmes também --e repeti-los nos anos seguintes. Em 1995, foi exibido no período noturno o inédito Férias Frustradas de Natal, com Chevy Chase. A produção foi exibida novamente na data em 1998 e em 1999, na Sessão da Tarde.

O mesmo ocorreu com Esqueceram de Mim 2 - Perdido em Nova York, que estreou no Cinema Especial, em pleno domingo, às 18h, em 1995, e foi reapresentado em 1997 e em 1998. Em 1994, estreou Dick Tracy; já em 1998, a emissora exibiu o inédito Babe - O Porquinho Atrapalhado na noite do dia 25.

O filme Férias Frustradas de Natal foi exibido pela primeira vez em 1995 no período da noite

Filmes como Jesus Cristo Superstar, Rei dos Reis e O Natal Maluco de Ernest também foram programados pelo canal ao longo desses anos.

Se a Globo não programa grandes atrações para o período, os outros canais mostravam menos ainda. Quem mais chegava perto era a Band, com shows internacionais e filmes temáticos antigos.

SBT e Record também apostavam em longas de décadas atrás. Filmes como Santa Claus, o Papai Noel, O Milagre da Rua 34 e O Presente de Natal eram exibidos praticamente todos os anos, nos mais variados horários. Em 1998, o SBT fugiu à regra e mostrou um show de Gian e Giovanni --normalmente, a emissora não mudava a sua programação.

Em 1999, a Record apostou em dois especiais na noite do dia 25: o primeiro foi com o bispo Marcelo Crivella, atual prefeito do Rio de Janeiro; e o segundo foi com o tenor italiano Andrea Bocelli.

Mais longa tradição natalina da televisão brasileira, o especial de Roberto Carlos foi mostrado no dia 25 de dezembro em 1990, 1991 e 1992; em 1999, devido ao agravamento do câncer de sua esposa, Maria Rita, que viria a morrer no dia 19 de dezembro daquele ano, não foi produzido pela primeira vez desde 1974, quando estreou.


THELL DE CASTROé jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?