Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ARMANDO BABAIOFF

Vilão de Bom Sucesso diz que tomou drinque batizado e ganhou pote de fezes em festa

REPRODUÇÃO/GNT

Imagem de Armando Babaioff no programa Que História é Essa, Porchat

Armando Babaioff no Que História é Essa, Porchat?; ator relembrou noitada bizarra que vivenciou em Berlim

REDAÇÃO

Publicado em 12/8/2020 - 0h07

No Que História é Essa, Porchat? desta terça-feira (11), Armando Babaioff relembrou uma noite muito louca que vivenciou em Berlim, na Alemanha, durante um período de férias. O intérprete do vilão Diogo em Bom Sucesso (2019) disse que tomou um drinque "batizado" com drogas e ganhou um pote de fezes durante uma festa na capital alemã.

O ator contou que, durante um mochilão pela Europa, visitou Berlim e decidiu aproveitar as festas da cidade junto com uma amiga, sem saber quantas experiências bizarras iria enfrentar nas horas seguintes.

"Entrei no metrô e quando sentei, bicho, a minha calça rasgou em L, mas assim, na bunda. Tava com a cueca mais ridícula que você possa imaginar, aquela de algodãozinho bem safada. Essa cueca ficou à mostra, bem escrota. Cara, fui eu com a bunda toda de fora para a festa", relembrou Babaioff.

"Cheguei na festa, era uma festa de uma ocupação artística. Quando chegamos, tinha uma travesti na porta, ela virou pra mim e falou: 'Sir, ten euros, please [Senhor, dez euros, por favor]'", disse ele e, em seguida, explicou que sua amiga lhe orientou a pagar apenas três euros no ingresso: "Botei as três moedinhas, ia entrando, aí a travesti deu um tapa na minha bunda e falou: 'Ok, mas na saída eu vou te chupar'". 

Na festa, o ator começou a tomar algumas cervejas, mas os amigos questionaram o drinque e sugeriram que ele fosse até os fundos e comprasse uma dose de ponche: "Cheguei lá no bar, tô tomando o negócio do ponche. Tomei o segundo copo e falei que vou voltar para a cerveja. De repente, me deu um troço".

Ele começou a gritar, dizia que a festa estava "um máximo", mas sua amiga contestava a afirmação. "Bicho, o ponche estava batizado com MD. Eu não sabia, nunca tinha experimentado. Aquilo me deixou tão louco", comentou Armando, até que Antonio Fagundes, outro convidado da noite, questionou o que seria o tal MD. E recebeu uma resposta pouco fundamentada sobre a droga. 

Armando seguiu seu relato sobre a noitada, que teve mais surpresas desagradáveis. Após três horas na fila, eles conseguiram entrar em outra festa. "De repente, eu sinto uma mão no meu ombro. Olhei para trás no susto e era um cara, não sei o que era, todo [vestido] de látex, só via os olhos e a boca de fora e com uma caixinha que me entregou. Quando eu abri, ele falou: 'Cara, é cocô'. O cara me entregou um pote com cocô, o que eu faço com isso?", questionou, aos risos.

"Eu tava de cueca, segurando um pote de cocô na minha primeira noite em Berlim. Eu falei que não queria isso [o pote], aí o cara virou no meu ouvido e disse: 'Quero usar com você'. Mas eu não quero! Eu não sabia o que fazer, eu fiquei segurando aquele pote estático, congelado", concluiu o ator.

Veja um trecho do depoimento de Armando Babaioff para Fábio Porchat:

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?