Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PRISÃO DECRETADA

Suspeito de ataque ao Porta dos Fundos vira réu por tentativa de homicídio

Reprodução/Netflix

Gregorio Duvivier caracterizado com Jesus; Fábio Porchat de peruca loira como parceiro de Cristo

Gregório Duvivier e Fábio Porchat no especial de Natal do Porta dos Fundos; grupo teve sede atacada em 2019

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 22/9/2020 - 9h44

Suspeito de integrar o grupo que atacou a sede do Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro, em 2019, Eduardo Fauzi virou réu por tentativa de homicídio. O juiz Alexandre Abrahão, da 3ª Vara Criminal, responsável pelo caso, também decretou a prisão preventiva do homem, alegando que "há indícios mínimos de autoria com base no relato da vítima e de testemunhas".

O magistrado disse ainda que Fauzi pode causar "risco à garantia da ordem pública caso o acusado seja mantido em liberdade", segundo informou o Bom Dia Brasil nesta terça (22).

As acusações contra o indivíduo se agravaram pelo fato de que tinha um vigilante no prédio no momento do ataque. Ele não se feriu.

O empresário Eduardo Fauzi virou réu (Reprodução/Globo)

No início de setembro, Eduardo foi preso em Moscou, na Rússia. O nome dele constava na Difusão Vermelha da Interpol e foi solicitada a extradição do suspeito para o Brasil, de acordo com apuração do Notícias da TV.

A Secretaria de Polícia Civil da capital fluminense confirmou a prisão de Fauzi a partir da expedição de um mandado de prisão pela Justiça brasileira. O caso foi investigado pela 10ª DP (Botafogo), e a ordem para prender o suspeito foi cumprida por agentes da Interpol.

Em nota, os advogados de Fauzi negaram que o suspeito tenha sido preso. A defesa afirmou que foi realizada uma "apreensão" pelas autoridades russa, para checar a situação dele. 

Ataque à sede do Porta dos Fundos

Em dezembro de 2019, a sede da produtora responsável pela criação dos programas Porta dos Fundos foi alvo de um ataque.

Coquetéis molotov foram jogados na fachada do imóvel, onde um vigilante ficava durante a noite. O fogo foi contido por ele. A produtora informou que houve danos materiais no quintal e na recepção do local.

O filme A Primeira Tentação de Cristo, lançado pela Netflix em 3 de dezembro de 2019, incomodou os religiosos mais conservadores por fazer uma sátira sobre Jesus Cristo, interpretado por Gregório Duvivier. 

O especial de cerca de 45 minutos apresenta uma versão do filho de Deus com tendências homossexuais e que volta de sua passagem de 40 dias pelo deserto acompanhado do namorado, Orlando (Fábio Porchat). 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?