Memória da TV

Silvio Santos gravou a primeira vinheta de fim de ano da Globo em 1971

Reprodução/TV Globo

Chacrinha e Silvio Santos fizeram parte do coro de artistas que cantou Um Novo Tempo em 1971 - Reprodução/TV Globo

Chacrinha e Silvio Santos fizeram parte do coro de artistas que cantou Um Novo Tempo em 1971

THELL DE CASTRO - Publicado em 23/12/2018, às 08h27

Consagrado tema de fim de ano da Globo, Um Novo Tempo teve seu arranjo original inspirado em uma música do cantor e compositor norte-americano Burt Bacharach. A revelação foi feita pelo maestro Hugo Bellard, que regeu a orquestra que gravou a canção em 1971. Entre os cantores do coro, curiosamente estava Silvio Santos, que depois virou um dos principais concorrentes da emissora com o SBT.

Na época, o então todo-poderoso da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, encomendou uma trilha para a vinheta de fim de ano. Os compositores foram Marcos Valle, Paulo Sérgio Valle e Nelson Motta, responsáveis também por inúmeros temas de sucesso do canal nos anos 1970.

"O Nelson Motta e o Boni queriam uma música para o fim de ano da Globo, somente para aquele ano. Tinha que ser uma coisa para cima, logicamente, uma coisa de esperança para o ano seguinte, e que fosse, ao mesmo tempo, sofisticada e popular, porque o elenco que cantaria. Fui para o piano e a coisa saiu facilmente, com o Paulo Sérgio e o Nelsinho colocando a letra", explicou Valle em um programa da TV Cultura. 

Após fazerem a música e a letra, os compositores escolheram o maestro Hugo Bellard como o arranjador que comandaria a orquestra e o coro que gravariam a canção, nos estúdios da Som Livre, no Rio de Janeiro.

Indicado por Mariozinho Rocha, que comandava a área de trilhas sonoras da emissora, Bellard tinha grande experiência na área de jingles e já trabalhava com os responsáveis pelo tema no estúdio Zurana.

Vinheta foi lançada em disco nos anos 1970

Em seu site oficial, o maestro conta que se inspirou na música What The World Needs is Love, de Burt Bacharach, lançada em 1965, para fazer o arranjo do tema global. A canção fez muito sucesso nos Estados Unidos e chegou a alcançar o primeiro lugar no Canadá na época de seu lançamento, tendo ganhado, desde então, diversas versões com os mais variados artistas.

"Tanto Hugo quanto Marcos Valle admiravam o trabalho de Bacharach. E ele foi buscar exatamente nessa música a inspiração para seu arranjo histórico e inesquecível", explica a reportagem.

Segundo Bellard, além das cordas, piano, coro e detalhes no estilo Burt Bacharach, ele também usou um dueto de saxes no estilo Billy Vaughn. A gravação da música foi feita com a regência de Bellard.

Produzida pela primeira vez no fim de ano de 1971, a vinheta conta com outra particularidade: a presença de Silvio Santos entre os artistas que participaram da gravação. Ele aparece ao lado de Chacrinha, outro astro da casa na época, e nomes como Tarcísio Meira, Glória Menezes, Jô Soares e Cid Moreira, entre outros. 

Desde então, a Globo já produziu os mais variados formatos e arranjos para Um Novo Tempo, tornando-a praticamente um hino do fim de ano brasileiro há quase 50 anos.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook