Operação Desidratação

Sem Boechat, Record quer fazer a 'limpa' no jornalismo da Band

Divulgação/Fifa

O repórter Fernando Fernandes, que está em lista da Record quer, entrevista Neymar na Copa - Divulgação/Fifa

O repórter Fernando Fernandes, que está em lista da Record quer, entrevista Neymar na Copa

DANIEL CASTRO - Publicado em 11/07/2014, às 20h53 - Atualizado em 12/07/2014, às 06h19

Após fracassar na tentativa de contratar Ricardo Boechat, principal nome do jornalismo da Band, a Record lançou uma nova ofensiva sobre repórteres da concorrente. Pelo menos seis profissionais "top" da Band já foram sondados ou receberão propostas da Record nos próximos dias. A lista inclui os repórteres Fabio Pannunzio, Fernando Fernandes, Márcio Campos, Sandro Barbosa e Rodrigo Hidalgo e o produtor Toni Chastinet. A Record está oferecendo aos profissionais até 50% a mais do que eles ganham na Band.

A movimentação da Record tem dois objetivos. Primeiro, dar o troco pela perda de Luiz Bacci. Segundo, sinalizar ao mercado e aos próprios jornalistas da Record que mudanças estão em curso. A avaliação da emissora é de que seu jornalismo não repercute, é muito associado politicamente ao PT e que precisa de uma renovação. Caso o PSDB vença as eleições de outubro, será inevitável uma reforma que atenue o "petismo" do jornalismo da emissora.

A proposta feita a Ricardo Boechat tinha esse objetivo. A Record ofereceu ao âncora do Jornal da Band um telejornal de fim de noite e o Domingo Espetacular. Sinalizou ao "mercado político" que a cabeça do jornallista Paulo Henrique Amorim, que tem um blog em que defende o governo, está a prêmio.

Vice-presidente da Record, Douglas Tavolaro almoçou nesta semana com Boechat, mas o jornalista decidiu ficar na Band, onde tem contrato até 2018. Boechat permaneceu na Band mesmo sem conseguir aumento substancioso. Ele recuperou os 20% que perdeu de seu salário no ano passado, quando a emissora renegociou contratos e reduziu vencimentos de vários apresentadores.

Na Record, o ataque à Band foi batizado de "Operação Desidratação". O ânimo dos profissionais da Band para mudar de emissora, no entanto, não é dos maiores. O dinheiro da Record é maior do que o da Band, mas não o suficiente para compensar o risco profissional, principalmente depois do estrago que a rede de Edir Macedo fez a algumas carreiras. E a direção da Band já está chamando os jornalistas para conversar.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook