Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Humor

Sem agenda, Paulo Gustavo diz não à Globo e adia 'guerra dos domingos'

AgNews

O comediante Paulo Gustavo faz selfie com fãs em pré-estreia do filme Os Homens São de Marte, em maio - AgNews

O comediante Paulo Gustavo faz selfie com fãs em pré-estreia do filme Os Homens São de Marte, em maio

DANIEL CASTRO

Publicado em 7/9/2014 - 12h25

Estrela da nova geração de humoristas brasileiros, Paulo Gustavo, 35 anos, está com a agenda cheia até o final de 2015 e já tem compromissos para 2016. Ele acaba de recusar uma proposta do canal Multishow para comandar um programa de auditório, ao vivo, aos domingos, o que o colocaria na "guerra dos domingos" protagonizada por Fausto Silva e Silvio Santos há décadas. O projeto foi adiado para 2016 por falta de tempo na agenda do comediante.

Arredio, Paulo Gustavo também recusou sondagens da Globo para humorísticos e novelas. Nenhuma delas o tocou tão fundo a ponto de fazê-lo interromper sua jornada de espetáculos teatrais, filmes e programas na TV por assinatura. A Globo também terá que esperar até 2016.

Para o ano que vem, Paulo Gustavo já está comprometido com três filmes: a versão cinema da sitcom Vai que Cola, do Multishow, O longa 220 Volts e um projeto a ser dirigido por Daniel Filho, com texto de Thalita Rebouças. No teatro, fará novas turnês por todo o país do stand-up Hiperativo, de Minha Mãe É Uma Peça, em cartaz desde 2006, e da peça 220 Volts. Para a TV, só sobrou espaço para a terceira temporada de Vai que Cola. "Talvez dê tempo de ele fazer mais alguma coisa pequena", torce Guilherme Zattar, diretor-geral do Multishow.

Desde segunda-feira passada, Paulo Gustavo está no ar no Multishow com a segunda temporada de Vai que Cola, uma das maiores audiências da TV por assinatura. Ao longo da temporada, fará seis personagens, entre eles as já famosas Bicha Bichérrima e Nossa Senhora dos Absurdos, de 220 Volts, além do malandro Valdomiro Lacerda. Ao mesmo tempo, viajará pelo país com 220 Volts e Minha Mãe É uma Peça.

"Eu já tiro de letra esse negócio de entrar com vários personagens, porque estou muito acostumado. Tem teatro em que eu faço sábado e domingo Minha Mãe É uma Peça às 19h e Hiperativo às 21h. Então, já estou sem critério. Tiro uma peruca, boto outra, viro outro personagem", contou ao site do Multishow durante as gravações de Vai que Cola.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Web Stories

+
Traição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileirosLonge dos holofotes: Veja por onde andam cinco atores de Hilda Furacão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você vai acompanhar após o fim do No Limite e Power Couple?