Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NESTE SÁBADO

Sandy e Junior abrem 'festival de reprises por coronavírus' do Altas Horas

Fábio Rocha/TV Globo

A dupla Sandy e Junior posa sorridente para foto no palco do Altas Horas de maio do ano passado

A dupla Sandy e Junior no palco do Altas Horas de maio do ano passado: reprise por coronavírus

REDAÇÃO

Publicado em 20/3/2020 - 12h18

As comemorações de 20 anos do Altas Horas vão virar do avesso por causa da pandemia de coronavírus. Como não pode gravar o programa de Serginho Groisman sem plateia, a Globo optou por um festival de reprises por tempo indeterminado. E a dupla Sandy & Junior vai abrir essa temporada de "melhores momentos" das duas décadas --apesar de a atração com eles ter sido exibida a menos de um ano.

Neste sábado (21), o Altas Horas reprisará a edição de 18 de maio de 2019, quando os filhos do cantor Xororó passaram pelo palco em formato de arena para relembrar sua história e promover sua turnê de reencontro do ano passado.

Durante o programa, a dupla contou histórias sobre os longos anos de carreira, ao som de músicas que marcaram sua trajetória profissional. Os dois também cantaram com o pai, Xororó, a música Olha o que o Amor me Faz. Foram observados de perto pela mãe, Noely Lima, pela mulher de Junior, Mônica Benini, e pela Família Lima, banda do marido de Sandy, Lucas Lima.

Na plateia, amigos dos cantores, como os atores Fernanda Paes Leme, Wagner Santisteban, José Trassi, Antonia Morais, Giovanna Lancellotti, Fernanda Rodrigues e Thais Fersoza, além da apresentadora Fernanda Gentil. Os cantores Maria Gadú, Silva e Michel Teló também marcaram presença na atração.

Uma famosa que não foi convidada para o programa especial --e reclamou publicamente sobre isso-- foi Tatá Werneck. "Por que não estou nesse Altas Horas com Sandy e Junior?", escreveu ela no Twitter. "Se não me chamaram porque estava grávida para esse Altas Horas, saibam que a lei está do meu lado e qualquer juiz dará causa ganha pra mim", emendou, bem-humorada.

Em sua exibição original, o Altas Horas marcou 15,8 pontos na Grande São Paulo. Reteve quase toda a audiência do Zorra, que havia registrado média de 16,1.

Segundo a Globo, as reprises de Serginho Groisman nas próximas semanas vão relembrar "algumas das edições que marcaram os 20 anos de sucesso" do Altas Horas. O programa completa duas décadas no ar em outubro.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do início do BBB21?