Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NO LUCIANA BY NIGHT

'Pessoas não entendem muito bem o racismo', desabafa Luiza Trajano na TV

DIVULGAÇÃO/REDETV!

Luiza Helena Trajano em entrevista por chamada de vídeo para Luciana Gimenez, que está no estúdio do Luciana By Night, da RedeTV!

Luiza Helena Trajano em entrevista para Luciana Gimenez no Luciana By Night, da RedeTV!

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 29/9/2020 - 16h43

Dona do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano escolheu o Luciana By Night para rebater as críticas que recebeu pelo programa de trainee para negros oferecido pela rede varejista. "Acho que as pessoas não entendem muito bem o racismo que a gente carrega", analisou a empresária de 68 anos em entrevista a ser exibida nesta terça-feira (29) na RedeTV!.

Em conversa por chamada de vídeo com Luciana Gimenez, ela comentou a polêmica em que sua rede se envolveu. Em 18 de setembro, o Magazine Luiza abriu seleção de vagas exclusivas para pessoas negras. Além da desaprovação, a proposta virou alvo de denúncias no Ministério Público de Trabalho, em São Paulo, por discriminação.

"Passei quatro anos perguntando para diretora de Recursos Humanos: 'Quantas vagas tem para trainee?', e ela falava: '15'. 'Então eu te dou mais três, mas para negros, por favor. Tiro da minha verba, esquece o orçamento, põe 18'", relatou Luiza para a apresentadora.

"Só que chegava no fim e não tinha [nenhum negro contratado]. E eu ainda falava: 'Cadê, minha gente?', e me explicavam que não podiam perguntar se era negro ou não e que eles não vinham até as vagas. Tivemos 250 trainees dos quais só 10 eram negros!", completou ela ao explicar o que a motivou a criar um novo processo de seleção exclusivo.

Em bate-papo com Luciana, a empreendedora lamentou a enxurrada de críticas. "A gente esperava uma reação negativa, lógico, mas foi muito forte. Por outro lado, estamos acostumados a quebrar paradigmas", disse.

"Uma empresa que fala: 'em briga de marido e mulher tem que meter a colher, sim' já é uma empresa que está acostumada [com críticas]. Recebemos agressões por uma coisa tão simples, por estarmos dando oportunidade para quem não teve", detalhou.

A empresária também expôs a percepção de racismo que leva consigo. "O direito se ser do contra é bom porque pode até melhorar a gente, mas acho que as pessoas não entendem muito bem o racismo que a gente carrega. Foram quase 400 anos de escravidão e tivemos a pior abolição de todas", explicou Luiza.

"Pessoas jogadas na rua sem comida, sem trabalho, sem casa, analfabetos. É muito difícil entender que a gente é racista, tem que ter muita sabedoria e humildade para entender que é prejudicial a todos. Como ter meritocracia se todo mundo não teve as mesmas oportunidades?", finalizou.

A entrevista com Luiza Trajano será exibida no Luciana By Night desta terça-feira, às 23h30, na RedeTV!.

Veja chamada do Luciana By Night no Instagram:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?