Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

COPA NA TV

Na TV paga, Bonner narra gol, cutuca cabelo de Neymar e fala sobre separação

Reprodução/Sportv

William Bonner durante participação no Zona Mista, do Sportv, em que usou camisa de Portugal - Reprodução/Sportv

William Bonner durante participação no Zona Mista, do Sportv, em que usou camisa de Portugal

THELL DE CASTRO

Publicado em 17/6/2018 - 23h32

Sempre passando imagem de seriedade no Jornal Nacional, apesar de uma ou outra tirada desde que o telejornal ficou mais informal, William Bonner se soltou em uma participação no programa Zona Mista, do Sportv, na noite de domingo (17).

Com uma camisa retrô de Portugal, o jornalista contou aos ex-CQC Felipe Andreoli e Maurício Meirelles como torce nos jogos do Brasil. "Eu grito, solto palavrões, me irrito profundamente. Torço muito, mas nunca contra, não faço isso. Fico triste, deprimido, mas não mais que isso", afirmou, desconversando quando perguntado quais palavrões costumava falar.

"O Brasil que eu quero é mais ou menos esse que entrou em campo, mas entrou meio letárgico. Algumas figuras não brilharam, tiveram comportamento apático, por nervosismo. O Brasil voltou dormindo para o segundo tempo", analisou, sobre o jogo contra a Suíça.

Meirelles fez drama e disse que teria que fazer uma pergunta que todo brasileiro queria saber, sobre separação. Quando o público certamente esperava algo sobre Fátima Bernardes, veio a questão: Como era para um são-paulino se separar do seu time de coração e morar no Rio de Janeiro?

Na resposta, parecia que Bonner também estava falando sobre algo a mais. "Com a separação, o afastamento não termina, nem o carinho, nem o respeito. A minha relação com o São Paulo vai permanecer pela vida toda. Tenho sempre notícias, a gente sempre está vendo televisão", disse, rindo.

No programa, Bonner ainda atacou de Galvão Bueno e narrou o gol de Philipe Coutinho. Mas não gritou, ficou parecendo aqueles locutores antigos, que apenas reportavam o que estava acontecendo em campo, com sobriedade.

O cabelo de Neymar não escapou de uma cutucada. "Alguém deve ter dito para ele que ficou bonito, mas não fui eu".

Para completar, Andreoli disse que descobriria se Bonner joga na direita ou na esquerda. Jogou uma bola para o jornalista, que disse que não haveria a menor possibilidade de aquilo acontecer.

No final, narrou o cumprimento dos jogadores em campo, sempre com "boa noite". E terminou sua participação no programa imitando Miguel Falabella se despedindo no Vídeo Show.


THELL DE CASTROé jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?