ELISA VEECK

Na CNN Brasil, ex-Chiquititas revela tietagem de jornalistas: 'Eram meus fãs'

DIVULGAÇÃO/CNN BRASIL

Elisa Veeck nos estúdios da CNN Brasil

Elisa Veeck nos estúdios da CNN Brasil; apresentadora estreou na TV como atriz no fenômeno Chiquititas

GABRIEL PERLINE - Publicado em 11/03/2020, às 05h25

Último nome anunciado pela CNN Brasil para compor o time de âncoras de sua grade, Elisa Veeck chegou à Redação e se deparou com uma situação inusitada: foi tietada por parte dos jornalistas do novo canal de notícias. A apresentadora, que trabalhava na Rede Vanguarda, afiliada da Globo no interior de São Paulo, ficou famosa no fim dos anos 1990, ao interpretar a órfã Fran no fenômeno Chiquititas (1997-2001), novela infantil do SBT.

"No meu primeiro dia na CNN, metade dos meus colegas vieram me falar que viam Chiquititas e que eram meus fãs. A Taís Lopes chegou e disse que era eu e que me imitava quando era criança", contou ela ao Notícias da TV durante o evento de lançamento do canal, na segunda-feira (9).

Embora tenha deixado a carreira de atriz e venha se dedicando ao jornalismo há dez anos, ela não se incomoda de ser identificada como "ex-Chiquititas" e considera o título como honroso.

"Percebo que as pessoas têm um carinho em ver como eu segui para uma carreira inusitada diante da que tinha. Chiquititas ainda está muito viva na memória das pessoas, e elas falam sobre isso com carinho. O meu público que me assistia como chiquitita hoje me vê passando as notícias. Acho isso o máximo", disse.

Aulas com Monalisa Perrone

Elisa foi escalada para apresentar o CNN Newsroom, boletim de notícias que terá diversas entradas na programação ao longo da madrugada. O horário de expediente é inédito em sua carreira. E ela tem recebido de Monalisa Perrone --que passou mais de cinco anos à frente do Hora Um, na Globo-- dicas importantes de sobrevivência.

"Tenho falado muito com a Monalisa. Ela chegou em mim e disse que eu vou precisar ser muito regrada, ter alimentação correta, dormir bem, e ser muito dona de mim. Ela disse que na madrugada a cabeça da gente entende que estamos dormindo, mas é necessário estar alerta e raciocinando. O tempo inteiro ela vem e me dá um incentivo", revelou.

A jornalista, de 32 anos de idade, entende que o fato de não ter filhos foi o fator determinante para aceitar o convite da CNN para trabalhar na madrugada. 

"Na época da Vanguarda, eu ia dormir às 22h. Agora eu vou entrar no trabalho às 22h. Para me adaptar, fui mudando meus horários gradativamente. Na primeira noite, fui dormir à meia-noite. Depois, às 3h. E foi assim até conseguir chegar bem até as 6h, que é o horário em que encerro meu expediente", explicou.

A CNN Brasil entrará no ar no domingo (15), a partir das 20h, com um programa especial que reunirá todos os âncoras contratados pelo canal para apresentar ao público os programas que serão exibidos diariamente e seus respectivos formatos.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook