Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUTO

Morre aos 84 anos o apresentador, escritor e humorista Jô Soares

REPRODUÇÃO/TV CULTURA

O apresentador Jô Soares de camisa rosa e macacão preto, óculos, no Programa do Jô

Jô Soares no Programa do Jô, atração que apresentou na Globo: ele morreu nesta sexta (5)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/8/2022 - 5h59
Atualizado em 5/8/2022 - 10h54

Morreu às 2h20 desta sexta-feira (5), aos 84 anos, o apresentador, ator, humorista, escritor e diretor Jô Soares. Segundo nota do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o artista estava internado desde 28 julho. A causa da morte não foi divulgada. O velório e o enterro serão reservados para familiares e amigos.  

De acordo com a Globo, Jô Soares foi internado para tratar uma pneumonia. O corpo do artista deixará o hospital no fim desta manhã. A ex-mulher dele, Flavia Pedras Soares, foi a primeira a publicar nas redes sociais sobre a morte dele.

"Faleceu há alguns minutos o ator, humorista, diretor e escritor Jô Soares. Nos deixou no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, cercado de amor e cuidados. O funeral será apenas para família e amigos próximos. Assim, aqueles que através dos seus mais de 60 anos de carreira tenham se divertido com seus personagens, repetido seus bordões, sorrido com a inteligência afiada desse vocacionado comediante, celebrem, façam um brinde à sua vida", escreveu ela. 

Confira a publicação:

José Eugênio Soares nasceu em 1º de janeiro de 1938, no Rio de Janeiro. Aos 12 anos, se mudou com a família para a Europa, onde cogitou seguir carreira como diplomata. Mas se interessou pelas Artes Cênicas na Suíça e voltou ao Brasil para se tornar artista. 

Começou a carreira nos anos 1950, no filme Rei do Movimento (1954), e se destacou no longa O Homem de Sputnik (1959), de Carlos Manga. Estreou na TV em 1958, no programa Noite de Gala, da TV Rio. Escreveu para o TV Mistério, da mesma emissora. Em seguida, colaborou como redator para humorísticos da TV Continental. 

Na TV Tupi, fez participações no Grande Teatro Tupi. "Eu consegui trabalhar ao mesmo tempo nas três emissoras que existiam no Rio", declarou ele em depoimento ao site Memória Globo.

Em 1960, foi trabalhar na Record, onde atuou e escreveu para programas como A Família Trapo (1966-1971) e Jô Show. O grande destaque foi em A Família Trapo, em que escrevia o roteiro com Carlos Alberto de Nóbrega. Na atração, Jô interpretou o mordomo Gordon. Ele considerava a atração como "a primeira sitcom que se fez" e "o primeiro grande sucesso nacional da TV".

Em 1970, estreou na Globo com Faça Amor, Não Faça a Guerra, ao lado de Renato Corte Real --ambos eram roteiristas e protagonistas de esquetes de humor. Também teve êxito como ator e redator de Planeta dos Homens (1976-1982) e criou seu próprio programa humorístico, Viva o Gordo (1981-1987).

Na atração, Jô criou personagens que ficaram eternizados na cultura popular brasileira, como Reizinho (monarca de um reino que satirizava o Brasil daquela época), Capitão Gay (um super-herói homossexual, muito estereotipado) e Zé da Galera (que tinha o bordão 'bota ponta, Telê!').

Talk show no SBT

Em 1987, Jô Soares foi para o SBT para estrear seu próprio programa de entrevistas,  Jô Soares Onze e Meia. A atração foi ao ar entre 1988 e 1999, com mais de seis mil entrevistas com personalidades brasileiras e internacionais. "No fim do contrato, falei com o Boni, meu amicíssimo... Na época ficou um ódio, claro. Porque falei não [à proposta de renovação com a TV Globo]", confessou Jô ao Memória Globo.

"Acho que descobri, também sem querer, a grande vocação da minha vida, a coisa que me dá mais prazer, mais alegria de fazer. Eu me sinto muito vivo ali. A maior atração do mundo é o bate-papo, a conversa", afirmou ele.

Em 2000, Jô voltou à Globo, dessa vez também como entrevistador, no Programa do Jô. "Não foi por uma questão salarial, porque a contraproposta do SBT era muito alta. Voltei pela possibilidade de fazer mais entrevistas internacionais, pelas facilidades de gravação, pelo apoio do jornalismo", explicou.

A atração fez grande sucesso com entrevistas com famosos e anônimos e alçou Jô Soares ao posto de principal apresentador de talk show do país. O Programa do Jô foi encerrado em 2016. Em 28 anos de talk shows, ele fez 14.138 entrevistas.

Escritor e diretor

Além da TV, Jô Soares se destacou também no teatro, na imprensa e na literatura. Escreveu crônicas e artigos para os jornais O Globo, Folha de S.Paulo, e para as revistas Manchete e Veja. 

Publicou uma coletânea de crônicas e quatro romances, entre eles O Xangô de Baker Street (1995), que esteve na lista de mais vendidos e foi adaptado para o cinema.

No teatro, se destacou em seus monólogos, como Viva o gordo e abaixo o regime! (1978) e Na mira do gordo (2007). Como diretor, comandou os espetáculos Soraia, Posto 2 (1960), Os sete gatinhos (1961), Romeu e Julieta (1969), Frankenstein (2002) e Ricardo III (2006). De acordo com a Folha de S.Paulo, Jô Soares planejava voltar ao teatro em setembro, com À Meia Luz. A peça marcaria seu retorno e também sua despedida dos palcos. No cinema, atuou em 22 filmes.

Em 2012, em entrevista ao Fantástico, Jô Soares falou sobre morte. "O medo da morte é um sentimento inútil: você vai morrer mesmo, não adianta ficar com medo. Eu tenho medo de não ser produtivo. Citando meu amigo Chico Anysio (1931-2012), perguntaram para ele: 'Você tem medo de morrer?'. Ele falou: 'Não. Eu tenho pena'. Impecável".

Famosos lamentam

Nas redes sociais, celebridades e amigos de Jô Soares se comovem e publicam despedidas ao artista. Adriane Galisteu, que foi vizinha dele, comentou: 

"Meu Deus, o mundo sem você…. Meu amado amigo, diretor, conselheiro, vizinho... Que tristeza. Você sempre foi cercado de amor e sempre será assim! Vou seguir te aplaudindo e, através de suas obras, aprendendo com você! Obrigada por tantas risadas, tantas conversas e por todos os ensinamentos".

Ana Maria Braga também lamentou a partida do humorista. "Eu tive a honra de conhecer e conviver com esse jornalista e humorista tão talentoso e querido de todos nós. Hoje o dia amanheceu mais sem graça", afirmou ela.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários, entrevistas e vídeos ao vivo sobre reality show:

TUDO SOBRE

Jô Soares


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.