Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

INÍCIO DE CARREIRA

Juliana Silveira perdeu papel em Presença de Anita por crise de ansiedade

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Juliana Silveira com as mãos nos cabelos em um cenário com árvores em segundo plano

Juliana Silveira fez testes para o papel de protagonista em Presença de Anita, mas desistiu

REDAÇÃO

Publicado em 10/9/2020 - 19h01

Prestes a voltar ao ar na reprise de Floribella, na Band, a atriz Juliana Silveira fez uma revelação inusitada sobre o início de sua carreira de atriz: ela teve uma crise de pânico durante a reta final de testes para o papel de protagonista em Presença de Anita (2001) quando soube que teria algumas cenas de sexo com José Mayer. Sem se sentir pronta para encarar um ator daquele porte, ela abandonou a Globo e foi embora para casa.

"Eu lembro do Ricardo Waddington [diretor] falando assim pra mim: 'Juliana, se arruma, bota o roupão que você é a próxima'. E fechou a porta. Fui pegar o roupão e pensei: 'Agora eu vou ficar nua, com o Zé Mayer, vou ter que falar um texto de cinco páginas e eu não sei se estou preparada para isso'. Aí me deu um pânico, catei aquele roupão, tirei, botei a minha roupa, peguei um táxi e fui embora", afirmou.

A atriz trouxe o segredo à tona no programa Olho no Olho, uma série de entrevistas feitas por Evandro Santo com famosos no YouTube. A ex-assistente de palco de Angélica comentou que passou por um intensivão no Projac, de 15 dias, onde ela e outras atrizes novatas eram testadas constantemente para saber quem seria escolhida para protagonizar a minissérie.

"A gente fez uma oficina, tendo aula de corpo para o Ricardo Waddington ficar olhando quem que ele achava que ia para a seleção final. Eu fui escolhida. E o último teste você tinha que fazer nua com o Zé Mayer. Aí eu fiquei nervosa e amarelei", lembrou ela. O papel ficou com Mel Lisboa.

Na época, Juliana tinha feito pequenas participações na teledramaturgia da Globo e se sentia insegura com cenas de nudez e sexo. Atualmente, ela diz que rompeu com os próprios tabus e não foge mais dos estúdios quando seus personagens são obrigados a terem momentos mais sensuais na tela.

A fuga da Globo, no entanto, não irritou Ricardo Waddington. No ano seguinte, quando Juliana decidiu fazer uma visita surpresa a Angélica, o diretor a encontrou acidentalmente e a convocou para passar em sua sala na mesma hora. Conversaram rapidamente, o diretor chamou o ator Henri Castelli para se juntar ao papo e definiu ali que os dois formariam o casal protagonista de Malhação, em 2002.

"Você vê que quando é o destino, é para acontecer", refletiu. "Coloquei limites, mas eles foram respeitados. Eu queria muito um bom personagem. A personagem da Anita era um bom personagem, mas eu não estava preparada para aquilo", concluiu.

Assista à entrevista de Juliana Silveira a Evandro Santo:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%