Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Em entrevista

Isabel Fillardis revela mágoa da Globo: 'Fui demitida sem justificativa'

Reprodução/RedeTV

Isabel Fillardis em entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV!; atriz falou sobre demissão - Reprodução/RedeTV

Isabel Fillardis em entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV!; atriz falou sobre demissão

REDAÇÃO

Publicado em 11/9/2016 - 17h47

Depois de duas décadas de contrato com a Globo, Isabel Fillardis não esperava ser demitida sem justificativa. "Não imaginava que fossem me mandar embora depois de 20 anos ininterruptos, sem motivo algum. Se eu fosse atrasada, indisciplinada, só que não tinha nada disso", contou a Daniela Albuquerque, no programa Sensacional, da Rede TV!, neste domingo (11). Tão duro foi encarar a atitude de colegas que lhe viraram as costas depois que ela deixou de ser uma global.

"Algumas [amizades] ficaram, outras mudaram muito. Tinha gente que passava e fingia que não me via. Nunca falei isso em entrevista nenhuma, mas não tem porque mentir, é verdade. Foi difícil, mas serviu como amadurecimento para saber, de fato, como as pessoas são e as coisas funcionam. O poder embriaga você, e você tem que saber tomar as doses certas", disse.

Fillardis afirmou que ficou um tempo afastada da TV para cuidar do filho Jamal, que exigia cuidados por ter Síndrome de West. Por isso, parou de receber convites para novelas. "Nada nunca me impediu [de trabalhar], as pessoas que achavam que eu precisava de um tempo e esse tempo me foi dado. Depois de um tempo eu percebi que existia uma distância, um silêncio que começou a me incomodar", lembrou.

Depois de ficar três anos na geladeira da Globo, a atriz fez plantão na porta da direção da emissora e acredita que isso possa ter motivado sua demissão. "Fui reivindicar. Precisei de coragem, porque não é uma atitude fácil de se tomar. Eu agi de uma forma bastante impetuosa, tentei marcar reuniões e não era recebida. Fiquei sentada na porta da direção e esperei. Falei o que eu achava, o que eu pensava e surtiu um efeito não muito bom, porque fui mandada embora depois", revelou.

Após a conversa, a atriz foi chamada para participar da novela Amor Eterno Amor (2012), mas ao fim do trabalho já percebia que estava próxima de ser dispensada da emissora. "A gente sempre faz uma confraternização e eu estava aqui naquele ambiente, conhecia todo mundo, mas a sensação que eu tinha era a de que não pertencia àquele lugar. Semanas depois eu recebi o comunicado", lembrou ela.

Quase quatro anos depois, ela também atribui sua demissão à crise econômica. "Foi duro perceber a minha realidade. Não imaginava que fossem me mandar embora depois de 20 anos ininterruptos, sem motivo algum. Se eu fosse atrasada, indisciplinada, só que não tinha nada disso. Mas hoje eu entendo que foi por uma questão econômica. Já estava lá havia muito tempo, começaram a acontecer alguns cortes e eu só percebi o que estava se passando depois que eu saí", ponderou.

cedoc/tv globo

Isabel Fillardis (Ritinha) e Jackson Antunes (Damião) em cena da novela Renascer (1993)

Isabel Fillardis fez sua primeira aparição em novela como a Ritinha de Renascer (1993), quando ainda trabalhava como modelo e sem ter feito nenhum curso para ser atriz. Paralelamente, integrou o trio Sublimes, iniciando a carreira de cantora na mesma época da estreia na TV. Segundo ela, apenas na sua terceira novela, A Próxima Vítima (1995), teve consciência de que a carreira de atriz era a que mais lhe encantava.

Durante os 20 anos em que foi contratada da Globo, fez 14 novelas e participações em outros programas da emissora. Em 2014, assinou contrato com a Record, mas o documento foi cancelado um mês depois por causa de uma cirurgia à qual a atriz precisou se submeter.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?