EMPREGOS AMEAÇADOS

Fim dos programas de Sabrina e Porchat causa pânico nos bastidores da Record

ANTONIO CHAHESTIAN/RECORD

Programas de Sabrina Sato e Fábio Porchat não terão continuidade em 2019 na Record - ANTONIO CHAHESTIAN/RECORD

Programas de Sabrina Sato e Fábio Porchat não terão continuidade em 2019 na Record

GABRIEL PERLINE - Publicado em 05/11/2018, às 05h38

Já está instaurado o clima de pânico nos bastidores da Record. Funcionários que trabalham na produção e na equipe técnica estão com medo de perderem seus empregos às vésperas das festas de fim de ano por conta do cancelamento dos programas de Sabrina Sato e de Fábio Porchat. Alguns já se anteciparam e começaram a distribuir currículo.

"A Record está terceirizando tudo. Tirando o Jornalismo, o único programa de Entretenimento que teremos aqui no ano que vem é o do Rodrigo Faro. Muita gente vai ficar sem função e certamente muitos serão demitidos", disse um funcionário da equipe técnica, que pediu para não ter seu nome revelado.

A Record tem optado por investir em formatos e quem se encarrega de toda a execução dos programas são as produtoras parceiras. Como a maioria das atrações é feita fora dos estúdios da emissora, as empresas contratadas utilizam mão de obra própria ou contratam ex-funcionários de Edir Macedo, mas apenas temporariamente.

A Record intensificou o processo de terceirização de suas produções em 2017, com o fim dos programas de Xuxa Meneghel e de Marcos Mion.

No início deste ano, foi a vez de Geraldo Luís perder seu auditório e espaço na grade, resultando na demissão de mais de 20 funcionários.

Com a saída de Fábio Porchat no final deste ano e o fim do Programa da Sabrina, em março, a Record não terá onde realocar o grande número de produtores, cinegrafistas, operadores de áudio, sonoplastas e assistentes de operações. Por isso o pânico.

Prestes a sair de licença-maternidade, Sabrina Sato deixou programas inéditos gravados até março de 2019. Por essa razão, sua produção foi realocada na Record. Mas quando retornar ao trabalho, ela deverá assumir um game de namoro, feito em parceria com uma produtora terceirizada.

Já a equipe de Porchat deve ser integralmente desmantelada. Parte dos produtores e redatores torcem para que o humorista os convide para seus projetos em outros canais, como o talk show que ele deve apresentar no GNT no ano que vem.

A Record não fala sobre possíveis demissões. Os poucos funcionários que sondaram o departamento de Recursos Humanos foram tranquilizados e saíram de lá com a informação de que a emissora não possui plano de cortes para este ano.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você espera de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook