PORTA AFORA

Febre, enjoo e piriri: Fábio Porchat revela perrengues em seu programa de viagens

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Fábio Porchat e Rosana Hermann apresentam o programa de viagens Porta Afora, no YouTube - REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Fábio Porchat e Rosana Hermann apresentam o programa de viagens Porta Afora, no YouTube

GABRIEL PERLINE - Publicado em 18/01/2019, às 05h35

Ainda com o destino incerto na televisão, Fábio Porchat acaba de lançar a quinta temporada do Porta Afora, programa de viagens disponível no YouTube e que ele apresenta ao lado de Rosana Hermann. Na nova leva de episódios, o apresentador relata alguns dos perrengues que enfrentou em suas idas a destinos exóticos, como o mal-estar que teve na Etiópia em novembro de 2018 após comer uma pizza de quatro queijos.

"Na Etiópia eu fiquei dez dias. No sétimo dia, me deu um revertério. Jantei, a comida me caiu mal, fui para o quarto. Vomitei, tive diarreia, febre, tremedeira. De madrugada eu estava encasacado, tremendo de frio, com febre, vomitando, cagando", disse ele em entrevista ao Notícias da TV.

Porchat lembrou que estava sem forças para sair do quarto e ligou para o guia turístico pedindo ajuda, mas a falta de infraestrutura da cidade de Lalibela o obrigou a ficar convalescendo no hotel, sem o auxílio médico.

"Ele me falou que na cidade não tinha hospital e que não tinha acesso a remédio. Eu estava em Lalibela, centro-norte da Etiópia. Pedi para ele ligar para a recepção do hotel em que eu estava, mas não tinha telefone. Eu sempre levo remédios para a viagem, mas como nunca tenho enjoo, não levei remédio para isso. Tinha somente para febre. Tomei e passou a febre. Mas fiquei três dias sem comer e sem beber, fazendo um xixi laranja porque não tinha mais como sair liquido de mim", completou.

 
 
 
View this post on Instagram

Das coisas mais incríveis que a humanidade já fez. A igreja de São Jorge é monolítica, ou seja, feita de uma só pedra!

A post shared by Fabio Porchat (@fabioporchat) on

O Porta Afora teve apenas sua primeira temporada exibida pelo Multishow. Desde a segunda, o programa é inteiramente veiculado na web e conta com dois patrocinadores de peso, uma empresa de bebidas e uma companhia aérea.

"O programa cresceu muito na internet e hoje é um grande portal de viagens, com vídeos, dicas, fotos. Eu e a Rosana Hermann atualizamos com nossas experiências, e sempre tem conteúdos extras. Mas o Multishow perdeu o interesse pelo Porta Afora quando eu pedi demissão do canal. Aí eles desencanaram de exibir. Como voltei a trabalhar na Globosat, quem sabe um dia volta para a TV?", sugeriu.

A nova temporada segue no mesmo formato da anterior, sempre com episódios temáticos. No primeiro deste ano, os apresentadores falam sobre a Alemanha, com dicas tanto da popular Berlim quanto de cidades pouco exploradas pelos turistas.

"As pessoas, quando querem viajar, jogam no Google: 'Itália'. As pessoas pesquisam muito por país e regiões. Então a gente terá episódios sobre Amazônia, Fernando de Noronha, Flórida, sobre lugares. E também com atividades, como safáris. Viajar é bom. Você pode ir para Paris com sua mulher e brigar a viagem inteira, e você pode ir pro Guarujá com seus amigos e ser a viagem da sua vida. O legal é viajar, encontrar uma galera", refletiu o apresentador e humorista.

Assista ao primeiro episódio da quinta temporada do Porta Afora:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook