Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CARRO-CHEFE

SBT vive 'futebol dependência' em briga pelo segundo lugar com Record

REPRODUÇÃO/SBT

Téo José, em uma transmissão do SBT, com uma camisa azul e apresentando um jogo na Copa América: narrador é o principal nome esportivo da emissora de Silvio Santos

Téo José, principal narrador do SBT: emissora vive dependência do futebol na audiência

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 15/7/2021 - 6h35

A pandemia da Covid-19 foi, de fato, muito sentida pelo SBT. Na emissora de Silvio Santos, quase todos os seus programas observaram redução em seus números. A única boa notícia é o sucesso do futebol para os padrões da emissora, já que apenas jogos da Libertadores e da Copa América atingiram as marcas dos dois dígitos neste ano.

Um levantamento feito pela reportagem do Notícias da TV aponta que o SBT vive uma "futebol dependência" para se sair bem na audiência. Em 2021, os únicos dias em que a emissora de Silvio Santos venceu a Record entre segunda e sábado foi com transmissões de futebol da Libertadores da América e da Copa América.

O futebol também é a única atração que chega a passar ou marcar 10 pontos de média na Grande São Paulo. Na grade diária, os programas que chegam mais próximos dos dois dígitos são as tramas mexicanas Coração Indomável e Amores Verdadeiros --com 8 pontos habitualmente.

Todo o resto não passa de 7 pontos, como a novela Chiquititas e o Programa do Ratinho, e perde para a principal concorrente. A exceção são os domingos do SBT. Com Celso Portiolli e Eliana, a emissora chega à vice-liderança e vence a Record. Mesmo assim, os seus programas variam entre 6 e 7 pontos de audiência.

A última atração regular e diária que conseguia marcar 10 pontos foi a novela As Aventuras de Poliana, que terminou em julho do ano passado. O SBT ainda não sabe quando voltará a produzir dramaturgia este ano. A ideia inicial é apenas quando a vacinação estiver bem avançada em 2022.

Vem mais futebol no SBT

Internamente, existe a avaliação de que o SBT vive uma dependência perigosa com o futebol. A análise dos números de audiência justifica a preocupação.

A final da Copa América entre Brasil x Argentina venceu a novela das 21h da Globo, algo que o SBT nunca havia conseguido em sua história. O problema é que o resto da programação não consegue segurar os telespectadores, e o futebol acaba se transformando em uma ilha na grade.

Além disso, as competições são uma importante fonte de faturamento. A Libertadores, por exemplo, está com todas as cotas vendidas até o fim do ano. O SBT também já negocia no mercado publicitário a Uefa Champions League, que foi adquirida até 2024 com exclusividade em TV aberta. 

Para este ano, a emissora diz que está de olho em oportunidades de negócio no futebol. Tem interesse no Campeonato Paulista, que está sem contrato com a Globo para 2022. Fora do esporte, o maior investimento para o segundo semestre é a volta do Show do Milhão com Celso Portiolli, que já tem patrocínio fechado com o PicPay.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi a melhor série documental brasileira do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas