Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CASA NOVA

Dony De Nuccio terá patrocínio no SBT de banco que causou sua demissão da Globo

REPRODUÇÃO/GLOBO

Dony De Nuccio no cenário do Jornal Hoje

Dony De Nuccio em seu último dia como apresentador do Jornal Hoje, da Globo, em 31 de julho

GABRIEL PERLINE

Publicado em 7/10/2019 - 5h21
Atualizado em 7/10/2019 - 11h23

Dony De Nuccio já é tratado pelo SBT como seu novo funcionário. Sobretudo pelo fato de o jornalista ter informado à direção da emissora de Silvio Santos que o Bradesco, uma das empresas que motivaram sua demissão da Globo, será um dos patrocinadores do projeto que ele pretende comandar na área do entretenimento. O contrato, no entanto, ainda não foi fechado.

Fontes ouvidas pela reportagem relatam que De Nuccio foi incisivo nas reuniões com a direção do SBT ao apontar que o Bradesco está disposto a investir em seu programa.

No final de julho, o Notícias da TV revelou que o jornalista negociou às escondidas um contrato de R$ 60 milhões para comandar a Comunicação Interna do Bradesco. Ele teve de pedir demissão por infringir o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo.

O banco disse que "não procede a informação" de que irá patrocinar eventual programa de De Nuccio no SBT. A emissora afirmou que não comenta possíveis negociações com artistas e só se manifestará quando houver algum contrato assinado.

O ex-apresentador do Jornal Hoje ainda não assinou o contrato com o SBT, mas está em negociações avançadas. De acordo com a nova política da casa, aplicada até mesmo a Tiago Abravanel, herdeiro da emissora, De Nuccio só será confirmado se o projeto que pretende emplacar já estiver com todas as suas cotas de patrocínio devidamente comercializadas.

No entanto, a emissora já trabalha com a previsão de que o apresentador entre no ar logo após o Carnaval de 2020. Ou seja, a partir da primeira semana de março. A ideia é que ele esteja no ar diariamente, em algum horário da faixa vespertina.

A decisão de abandonar de vez o jornalismo televisivo e migrar para o entretenimento é para que Dony De Nuccio possa continuar negociando contratos publicitários milionários, como vinha fazendo às escondidas na Globo, e não promover conflito ético entre seus empregadores.

Em 1º de agosto deste ano, o ex-apresentador do Jornal Hoje anunciou sua demissão da Globo após o Notícias da TV expor, em uma sequência de reportagens, que ele vinha infringindo diversas cláusulas do Código de Ética e Conduta da empresa da família Marinho. Ele era sócio de uma empresa de comunicação, a Prime Talk, com outro ex-colega de emissora, o economista Samy Dana.

Com sua empresa, ele faturou R$ 7 milhões em um contrato com a Bradesco Seguros pela produção de vídeos usados em treinamentos e encabeçou uma negociação com o Banco Bradesco, que geraria uma receita de mais de R$ 60 milhões em três anos à Prime Talk.

Além disso, prestou serviços de consultoria de comunicação à Amil Assistência Médica, pelos quais cobrou R$ 1,2 milhão.

Carreira meteórica

O jornalista de 35 anos entrou no Grupo Globo em 2011 e teve uma ascensão meteórica na rede. Após trabalhar em telejornais locais de São Paulo, assumiu o programa Conta Corrente, do canal pago GloboNews. No fim de 2015, virou apresentador do Jornal das Dez. Menos de dois anos depois, entrou na vaga deixada por Evaristo Costa e se tornou parceiro de Sandra Annenberg no Jornal Hoje.

De Nuccio foi confirmado para a bancada do Jornal Hoje em julho de 2017, e estreou na posição em 7 de agosto do mesmo ano. Durou menos de dois anos no posto.

Outro lado

Após a publicação deste texto, Dony De Nuccio se pronunciou nas redes sociais e chamou a publicação de "caluniosa". "A coluna [sic] Notícias da TV, que já se empenhou de forma ativa, desenvergonhada e desonesta em tentar me destruir, traz, novamente, uma publicação caluniosa, derramando mentiras do começou ao fim", começou o jornalista.

O ex-âncora do Jornal Hoje também  disse que nunca mencionou o Banco Bradesco como patrocinador de qualquer programa que fosse apresentar, em qualquer emissora, e que nunca infringiu o código de ética da Globo. 

"Pedi demissão por vontade própria. A decisão de migrar para o entretenimento nada tem a ver com eventuais contratos publicitários, mas sim com o fato de eu querer novos desafios", completou De Nuccio.

O Notícias da TV mantém todas as informações publicadas e reafirma que faz apenas jornalismo. 

Confira a publicação de Dony De Nuccio na íntegra em seu Instagram:

View this post on Instagram

A post shared by Dony De Nuccio (@donydenuccio) on

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?