Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

OPINIÃO

Confuso, Zig Zag Arena comete erros graves com pouco game e muito papo

REPRODUÇÃO/GLOBO

Marco Luque, Everaldo Marques e Hortência juntos no Show do Intervalo do Zig Zag Arena, da Globo

Marco Luque, Everaldo Marques e Hortência no 'Show do Intervalo' do Zig Zag Arena: muita conversa

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 3/10/2021 - 17h39

O Zig Zag Arena, novo game show da Globo, tem uma boa intenção. A ideia é usar brincadeiras de infância em uma superprodução com ares de transmissão esportiva. Mas, na estreia deste domingo (3), a atração apresentada por Fernanda Gentil teve problemas de ritmo e de edição, além de não ter sido eficaz em explicar brincadeiras simples.

No ar às 14h32 em ponto, o Zig Zag Arena teve um primeiro bloco tenebroso. A apresentadora e o elenco ficaram exatos 13 minutos explicando como seria a dinâmica do jogo e o que o público iria ver. Tudo bem que foi uma estreia, mas o segredo de um game show é o seu dinamismo e simplicidade.

Quando se usa 80% do tempo para explicar uma brincadeira em um game show, é sinal de que tem algo errado. E tinha mesmo. No segundo bloco, o pique-pega ficou em segundo plano. Com cerca de três minutos de ação, o papo do Show do Intervalo e de Fernanda com o elenco teve mais espaço na tela. Um erro.

O Zig Zag Arena só melhorou quando começou o Megaball, uma adaptação com queimado e futebol com várias bolas. A disputa, que ocupou grande parte do terceiro bloco, realmente foi divertida de assistir e ficou ainda melhor com a narração de Everaldo Marques. De fato, ele é um craque.

A prova final, tal qual atrações como Passa ou Repassa e Curtindo uma Viagem (2001-2002) no SBT, define tudo. Dessa vez, por erro de uma das equipes, a dinâmica passou muito rápido. No fim, com cerca de uma hora e 10 minutos no ar, o Zig Zag Arena demonstrou que tem muito a melhorar.

O formato confuso e detalhista demais para brincadeiras simples pesou contra. Fernanda Gentil, em seu primeiro projeto pós-Se Joga, estava em um tom abaixo do que um game show pedia na maioria do tempo. Ela só se animou no final.

Everaldo Marques conseguiu salvar brincadeiras chatas e mostrou do que é capaz. Hortência cumpriu a função. Marco Luque foi Marco Luque --e isso não é um elogio.

O maior defeito do Zig Zag Arena na estreia foi o exagero no papo. O bom do game show é a ação e brincadeira. Teve conversa demais para brincadeira de menos. Se pudesse ser mais simplista e ir direto ao ponto, seria bem mais interessante. Como estreou totalmente gravado, o Zig Zag Arena terá que resolver isso na sala de edição, o que é um grande perigo.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.