Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA NO FUTEBOL

Como o '100 milhões de uns' ajudou Globo a bater SBT na guerra pela Libertadores

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Luís Roberto com uma blusa azul e falando sobre um jogo da Libertadores na Globo

Luís Roberto em jogo na Globo: emissora usou alcance para vencer Libertadores contra SBT

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 13/5/2022 - 15h44

Vitoriosa na batalha pelos direitos de TV aberta da Libertadores em disputa com o SBT, a Globo usou todas as suas fichas para ganhar a guerra. No segundo round, do qual foi finalista contra a emissora de Silvio Santos, o conglomerado de mídia subiu consideravelmente a proposta financeira em relação à que tinha feito inicialmente. Além disso, usou como trunfo o seu alcance diário de até 100 milhões de pessoas no Brasil. 

Isso foi explicado na campanha de marketing 100 Milhões de Uns, usada desde 2017 pela emissora. Essa estimativa diária foi feita em projeções fornecidas pelo Kantar Ibope na ocasião e se mantém até os dias de hoje. O número representa quem assiste a Globo durante pelo menos um minuto por dia em todos os Estados do país. Para efeito de comparação, o alcance estimado do SBT nesse quesito é de 70 milhões.

Segundo apurou o Notícias da TV, além da Globo, os patrocinadores da competição alardearam bastante esses números. Como a emissora aceitou exibir os patrocinadores da Conmebol, todos se animaram em aparecer para pelo menos 30 milhões de novos telespectadores.

Outro fator que também facilitou a questão foi a Globo prometer que exibirá a final em jogo único mesmo se ela não tiver brasileiros. Em 2018, por exemplo, ela não mostrou em TV aberta o embate entre Boca Juniors e River Plate, considerada uma das finais mais históricas da competição. No novo contrato, isso está vetado. 

A questão financeira também foi relevante. A Conmebol faturou US$ 1,520 bilhão entre 2023 e 2026, superando o US$ 1,1 bilhão do ciclo entre 2019 e 2022, com as vendas dos jogos da Libertadores e Copa Sul-Americana. Na cotação atual, são R$ 7,690 bilhões com os direitos. O dinheiro foi inflacionado pela Globo no Brasil e pelas negociações com Disney e Paramount em todo o continente. 

O valor do pacote envolve Brasil, América do Sul e o resto da América Latina, sem Estados Unidos e Canadá, que são mercados relevantes financeiramente. Ou seja, a Conmebol pode ganhar ainda mais com as vendas dos pacotes para os países que ainda estão disponíveis. 

A Globo poderá mostrar até 25 jogos por ano da Libertadores na TV aberta. Já o SBT ficou com 13 pelejas da Copa Sul-Americana, o segundo torneio da Conmebol, que também conta com clubes importantes do Brasil. Ambos os contratos duram até o final de 2026. Em plataformas pagas, Disney e Paramount+ vão dividir os dois eventos. 


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.