Mudanças na Globo

Boninho, Abreu, Arraes e Waddington comandarão Artístico

Renato Rocha Miranda/TV Globo

Ricardo Waddington, Silvio de Abreu, Monica Albuquerque, Guel Arraes, Eduardo Figueira e Boninho - Renato Rocha Miranda/TV Globo

Ricardo Waddington, Silvio de Abreu, Monica Albuquerque, Guel Arraes, Eduardo Figueira e Boninho

DANIEL CASTRO - Publicado em 17/11/2014, às 15h16 - Atualizado às 15h40

A Globo confirmou hoje (17) em nota oficial mudanças em sua área artística. O diretor-geral de Entretenimento, Manoel Martins, está se aposentando. Em seu lugar, ficarão seis diretores, que se reportarão diretamente ao diretor-geral da emissora, Carlos Henrique Schroder.

J.B. Oliveira, o Boninho, conhecido por comandar Big Brother Brasil, será responsável pelos programas de variedades exibidos de segunda a sexta, durante o dia, como o Mais Você e o Vídeo Show, e pelos reality shows; Ricardo Waddington, diretor de novelas (Boogie Oogie), será o "chefe" dos diretores e produtores dos programas de variedades apresentados à noite, como Amor & Sexo, e no final de semana, como o Caldeirão do Huck e o Esquenta. 

O autor Silvio de Abreu assumirá a direção de Dramaturgia Diária e terá a incumbência de aprovar e supervisionar as novelas que serão produzidas pela Globo, incluindo Malhação. Guel Arraes será responsável por todas as séries. com o cargo de diretor de Dramaturgia Semanal. Eduardo Figueira (Produção) e Monica Albuquerque (Desenvolvimento Artístico) completam o time de diretores poderosos do Projac, a central de estúdios da Globo no Rio. As mudanças foram antecipadas pelo Notícias da TV há um mês.

As mudanças, ao contrário do que possam parecer, concentram as decisões no diretor-geral, Carlos Henrique Schroder. Já vinham sendo ensaiadas desde o começo do ano, quando foram criados fóruns por áreas de conteúdo. Silvio de Abreu, por exemplo, já comandava o fórum de dramaturgia (novelas) e já vinha analisando as sinopses de novelas.

Algumas das mudanças anunciadas hoje são bastante significativas, como as lideranças de Silvio de Abreu e Guel Arraes na teledramaturgia. Outras, nem tanto. Monica Albuquerque e Eduardo Figueira já ocupavam as funções. Boninho sempre foi referência em reality show e já é responsável por atrações como o Encontro com Fátima Bernardes. A promoção de Ricardo Waddington não chega a ser surpreendente, mas ele perde o comando do Vídeo Show e ganha o do Estrelas e Caldeirão, antes subordinados a Boninho.

Leia o comunicado oficial da Globo:

A Globo anunciou hoje seu novo modelo de gestão do Entretenimento. A área passará por uma transformação: deixará de ser centralizada para ser orientada pelo conteúdo. Serão criadas novas diretorias especializadas por gênero: Dramaturgia Diária, liderado por Sílvio de Abreu; Dramaturgia Semanal, comandado por Guel Arraes; e Variedades, liderada por Boninho (diários e realities) e Ricardo Waddington (noites e fins de semana). A estrutura se completa com duas atuais diretorias: Produção, comandada por Eduardo Figueira, e Desenvolvimento Artístico, dirigida por Monica Albuquerque.

Depois de consolidar o Projac como a maior produtora da América Latina, e das maiores do mundo, o diretor geral de Entretenimento, Manoel Martins, se aposenta no fim do ano. Manoel completa 37 anos de empresa e comandou o Entretenimento a partir de 2008.

 "É uma transformação no modelo organizacional do Entretenimento. Nós temos, na Globo, o compromisso com a evolução constante e, para isso, sempre estamos revendo modelos e processos para buscar ainda mais qualidade e eficiência. A aposentadoria planejada do Manoel nos deu a oportunidade de repensar mais profundamente a estrutura do Entretenimento como um todo e prepará-lo para os desafios que temos pela frente. Manoel nos deixa um grande legado: uma produção eficiente e altamente qualificada de 2.500 horas anuais de entretenimento, cuja relevância é reconhecida e premiada no mundo todo. Como nossa principal vocação é contar histórias, estamos colocando o conteúdo em primeiro plano, apoiado por nossos talentos e pela enorme capacidade de produção do Projac", afirmou Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da Globo.

O processo de reestruturação apoiado pela consultoria Strategy, ex Booz & Company, teve início no ano passado e foi acompanhado por Manoel Martins. Os fóruns de criação, implantados no início do ano, já fizeram parte do modelo que é inaugurado hoje e permanecem como importante ferramenta de gestão para a avaliação de novos projetos, tendências e performances. Eles funcionarão ligados diretamente aos líderes dos gêneros de entretenimento.

"Com esse modelo, colocamos todo o talento e capacidade da Globo a serviço do conteúdo, gerando produtos mais focados em cada especialidade para nossa audiência. Vem aí novas histórias, dramas, shows, realities, especiais, seriados, tudo o que as pessoas gostam de assistir na Globo", explicou Schroder.

O novo modelo de gestão do Entretenimento consolida o posicionamento da Globo de se preparar e caminhar decisivamente para o futuro. O reforço da aposta em conteúdo se junta a outras iniciativas implementadas desde o início da atual gestão, como a mudança da marca, a produção para outras plataformas, como a TV fechada e a web, e o investimento em novos formatos e linguagens para a TV aberta.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da escolha de Maju Coutinho para o Jornal Hoje?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook