Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FABIO PANNUNZIO

Apresentador da Band critica vítimas de João de Deus e é detonado na web

REPRODUÇÃO/BAND

Fabio Pannunzio tem sido duramente criticado nas redes sociais por duvidar das vítimas de João de Deus - REPRODUÇÃO/BAND

Fabio Pannunzio tem sido duramente criticado nas redes sociais por duvidar das vítimas de João de Deus

GABRIEL PERLINE

Publicado em 18/12/2018 - 12h58

Fabio Pannunzio conquistou a antipatia dos internautas e tem sido duramente criticado após dar sua opinião no Jornal da Noite, da Band, exibido na madrugada desta terça-feira (18), sobre as acusações de assédio e estupro atribuídas ao médium João de Deus. Em seu discurso, o jornalista colocou em dúvida as denúncias das vítimas.

"Eu não tenho dúvida nenhuma de que entre esses relatos tem muito trigo e tem também algum joio. Você acha crível mesmo que esse homem molestou 500 mulheres aos 76 anos de idade? É preciso mais que hormônios para se crer numa história dessas", disse o apresentador.

Em sua fala, Pannunzio ainda levantou a hipótese de que João de Deus seria vítima de uma armação promovida por pessoas contrárias ao espiritismo, religião praticada pelo médium.

"E vamos devagar com a dor, porque no meio disso tudo pode haver uma grande campanha contrária a esse tipo de religião. É só para você pensar um pouquinho quando ouvir esses números muito altos assim", concluiu.

João de Deus teve a prisão decretada na sexta-feira (14), mas se entregou à polícia somente no domingo (16), em uma estrada de terra na cidade de Abadiânia, em Goiás. Até segunda (17), o Ministério Público e a Polícia Civil haviam registrado 506 denúncias de mulheres, que se dizem vítimas de abusos sexuais do médium.

Nas redes sociais, o apresentador da Band foi duramente criticado por sua opinião. Assista ao vídeo e veja, na sequência, os comentários inflamados publicados no Twitter:

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.