Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Classificação indicativa

Após veto a prostituição, Ministério da Justiça libera Babilônia às 20h

Reprodução/TV Globo

Casssio Gabus Mendes e Sophie Charlotte em cena de Babilônia; personagem seria prostituta - Reprodução/TV Globo

Casssio Gabus Mendes e Sophie Charlotte em cena de Babilônia; personagem seria prostituta

DANIEL CASTRO

Publicado em 5/6/2015 - 9h48

Os ajustes feitos pela Globo em Babilônia não fizeram a audiência da novela das nove disparar, mas funcionaram no Ministério da Justiça. Em despacho publicado no Diário Oficial da União de hoje (5), o órgão do governo federal concordou com a classificação atribuída pela emissora à novela, de programa impróprio para menores de 12 anos, inadequado para veiculação antes das 20h, apesar do "conteúdo sexual, violência e drogas lícitas".

Por causa da temática da prostituição, Babilônia corria o risco de ser reclassificada como imprópria para menores de 16 anos, o que obrigaria a Globo a exibi-la depois das 22h. Uma classificação de contra-indicada a menores de 14 anos já comprometeria a grade da Globo em Estados da região Norte, onde o fuso horário é de menos uma hora em relação a Brasília.

O Ministério da Justiça alertou a Globo das inadequações da novela ainda em março, logo após a estreia. O ministério notificou a emissora que a trama envolvendo prostituição não poderia ser exibida às 21h. A emissora fez ajustes. A primeira providência foi cortar a trama que tornaria a personagem Alice (Sophie Charlotte) uma garota de programa, como o Notícias da TV publicou em primeira mão em 3 de abril. Alice se transformou em uma mocinha convencional. O personagem de Bruno Gagliasso, que seria um cafetão, também foi afetado. Murilo virou um produtor de eventos.

O conteúdo sexual envolvendo outros personagens de Babilônia também foi atenuado, mas não apenas por causa da classificação indicativa, e por causa da rejeição detectada em grupos de discussão. A principal delas transformou Beatriz (Gloria Pires), uma "devoradora de homens" na sinopse original, em uma mulher apaixonada por Diogo (Thiago Martins). Os personagens homossexuais também perderam espaço. Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg não se beijaram mais, e Marcos Pasquim nem chegou a ser um gay, como previsto


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
BBB 22: Pegação, ameaça de desistência e queridômetro sacodem edição paz e amorBBB 22: Luciano sabota sonho da fama e se frustra com número de seguidoresFinal de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semana

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas