Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FENÔMENO ESPORTIVO

Após sucesso de Fadinha em Tóquio, skate ganha espaço na TV em 2022

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Rayssa Leal posando em frente aos arcos olímpicos para o Instagram durante sua passagem pelos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela veste uma camisa azul, uniforme oficial do Brasil, e uma viseira verde. A skatista está soorrindo segurando o skate pro alto.

Rayssa Leal, a Fadinha, posa para o Instagram durante sua passagem pelos Jogos Olímpicos de Tóquio

VINÍCIUS LUCENA

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 23/12/2021 - 6h30

Após as medalhas de Rayssa Leal, a Fadinha do skate, Kelvin Hoefler e Pedro Barros nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o skate ganhou uma projeção nacional inédita. A modalidade esportiva tem adeptos no país há anos, mas sua inclusão no evento multiesportivo abriu as portas para que os canais valorizem ainda mais as quatro rodinhas em suas programações.

O Notícias da TV apurou que o impacto não ficará em 2021. No SporTV, na ESPN e no Fox Sports, que transmitiram provas de skate neste ano, o clima é de aposta nos resultados de audiência e no engajamento nas redes sociais que a modalidade pode render em 2022.

O skate nacional teve um 2021 notável. Além das três medalhas de prata em Tóquio, Pâmela Rosa e Rayssa Leal fizeram uma dobradinha no pódio do Mundial de Skate Street, conquistando o primeiro e o segundo lugar, respectivamente. Lucas Rabelo foi vice-campeão da competição.

Nos X-Games, o Brasil também fez história neste ano. Letícia Bufoni levou o ouro na modalidade skate street e se tornou a atleta com o maior número de medalhas da competição. Gui Khury, de apenas 12 anos, venceu a categoria Best Trick (melhor manobra) no skate vertical.

O garoto se tornou o medalhista de ouro mais jovem da história dos X-Games e conseguiu completar uma manobra inédita: um 1080°, que são três giros completos sobre o skate. Confira a vitória de Khury e a prata da Fadinha nos vídeos abaixo.

Resultados trouxeram ibope e engajamento

A boa performance dos brasileiros nas competições de 2021 foi um fator fundamental para turbinar a audiência dos eventos esportivos. A Globo, por exemplo, registrou um aumento de 57% de audiência durante a transmissão da medalha de prata de Rayssa Leal e de 83% com a prata de Pedro Barros.

Tudo isso mesmo com as provas sendo transmitidas durante a madrugada. A conquista da Fadinha chegou a superar os números de audiência do paredão entre Felipe Prior e Manu Gavassi no BBB20, transmitido em horário similar em 29 de março de 2020.

"O skate foi a modalidade olímpica mais consumida nos canais SporTV durante os Jogos de Tóquio, com destaque para o ótimo incremento do público mais jovem e de mulheres nas transmissões", afirmou o setor de Comunicação da Globo. Segundo a emissora, sete das dez transmissões olímpicas de maior alcance do SporTV foram de esportes estreantes. O skate dominou as três primeiras colocações.

Ao todo, cerca de 30 milhões de pessoas assistiram à modalidade durante os Jogos Olímpicos, sendo 2,2 milhões de jovens, um crescimento de 40% desse público no horário, segundo dados disponibilizados pela Globo à reportagem. O fenômeno olímpico serviu para alavancar a audiência do Mundial de Skate Street, exibido em novembro pelo SporTV.

A identificação com os mais jovens e o poder deste público na internet é um fator fundamental para entender os investimentos dos canais esportivos na modalidade. "As repercussões nas redes sociais foram ótimas, já que o público do skate é muito engajado na internet", afirma Carlos Maluf, vice-presidente de Esportes da Disney Brasil.

Como os X-Games, transmitidos pela ESPN e pelo Fox Sports, foram realizados antes de Tóquio, ainda não foi possível verificar um aumento da audiência após a competição. Mesmo assim, Maluf avalia a repercussão do torneio de esportes radicais deste ano como positiva, principalmente pelo desempenho dos brasileiros, que conquistaram duas vitórias expressivas.

O skate na TV em 2022

A ESPN não anunciou novas transmissões, mas seguirá investindo pesado nos X-Games para o ano que vem. O canal esportivo já divulgou a transmissão da versão de verão da competição, que vai acontecer pela primeira vez no Japão, na cidade de Chiba. O evento acontece entre 22 e 24 de abril, com disputas em todas as modalidades de skate, moto-X e BMX.

O SporTV também vai manter sua transmissão atual do Mundial de Skate Street, que ainda não tem datas definidas, mas pretende ampliar sua cobertura da modalidade. Na Globo, o Verão Espetacular vai transmitir duas competições de skate em 16 e 23 de janeiro: a modalidade street feminino, com a participação de Rayssa Leal, e a modalidade park masculino.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.