Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRASÍLIA SAIU NA FRENTE

Instalação do kit parabólica gratuito já começou: Saiba se você tem direito

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Joselito aponta para a nova parabólica digital, instalada no telhado

Joselito da Silva, que mora no DF, foi o primeiro a receber a parabólica digital grátis

EDUARDO BONJOCH

edubonjoch@gmail.com

Publicado em 6/7/2022 - 17h50

As famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal que recebem sinal de TV pela parabólica precisam ficar atentas. Se você faz parte desse grupo e mora no Distrito Federal, Belo Horizonte, Porto Alegre ou João Pessoa já pode agendar a instalação do novo kit parabólica gratuito, composto por receptor digital e miniparabólica, e aposentar a antiga antena gigante.

A entrega e instalação do kit é realizada pela Siga Antenado (Entidade Administradora da Faixa – EAF), criada pelas operadoras Claro, Tim e Vivo. A mudança é necessária porque essas empresas começam a explorar, a partir desta quarta (6), iniciando por Brasília, a faixa de 3,5 GHz (também chamada de banda C) para a tecnologia 5G. É por essa mesma banda que as parabólicas tradicionais também captam o sinal analógico de TV.

Como o novo sinal de internet móvel é mais forte do que o de TV, é normal ocorrerem interferências e até a perda total da imagem dos canais, principalmente perto de onde forem instaladas as antenas do 5G. Para que ninguém fique sem TV, as transmissões estão migrando da banda C para a banda Ku. A principal vantagem é a melhor qualidade de imagem, que passa a ser digital, permitindo a recepção de conteúdo em alta definição.

Segundo Leandro Guerra, CEO da Siga Antenado, as primeiras capitais foram escolhidas por critérios técnicos, operacionais, logísticos e demográficos, além de contarem com equipamentos em estoque. "Primeiro, vem o trabalho de liberação da faixa e proteção, contra interferências, das antenas de grande porte, utilizadas pelas retransmissoras de sinais de TV, por exemplo; e só depois disso, é dada a autorização para 'ligar' o 5G", explica.

O músico Joselito da Silva, 48 anos, que mora em Samambaia do Norte, Distrito Federal, foi o primeiro brasileiro a receber gratuitamente a nova parabólica digital. A instalação, também sem custo, aconteceu no final de junho.

De acordo com Guerra, outras 3.300 famílias de baixa renda de Brasília inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais e que dependem de uma parabólica grande para ver TV também já podem agendar o serviço.

"O objetivo é iniciar a instalação dos kits gratuitos em todas as capitais brasileiras até 29 de agosto", diz ele. Em São Paulo, por exemplo, o agendamento deve começar na terça (12), com o início da campanha na TV. Na maior cidade brasileira, a lista de beneficiários tem quase 30.000 nomes. Rio de Janeiro ficará para agosto.

Como agendar?

Segundo o Ministério das Comunicações, as parabólicas tradicionais estão presentes em cerca de 20 milhões de lares em todo o país, sendo que quem mora em quase metade desses domicílios irá receber o novo kit gratuitamente. "A maior demanda está nas cidades do interior do Brasil e nas áreas rurais, que serão atendidas futuramente pelo programa", comenta.

Com sede em São Paulo e escritório em Brasília, a Siga Antenado, segundo Guerra, firmou parcerias nas capitais para facilitar as instalações. O prazo estimado entre a solicitação e a instalação é de cinco dias úteis.

Para agendar a instalação do kit gratuito, entre em contato com a central de atendimento da Siga Antenado pelo 0800-729-2404 ou pelo site da entidade. Pela página, o interessado também pode verificar se tem direito ao kit gratuito e se já está sendo distribuído na sua cidade.

Novo kit parabólica

Novo kit já está à venda 

Quanto custa o kit?

Se você também depende de uma parabólica grande para ver TV e não faz parte do cadastro de programas sociais do governo, tem duas opções. A primeira é adaptar o modelo da sua casa para receber o sinal dos canais na banda Ku (mais detalhes aqui).

A outra, que deve prevalecer, é adquirir o kit com receptor digital e miniparabólica por conta própria, que pode custar de R$ 550 a R$ 650 já com a instalação, variando de acordo com a região e o frete.

Nos dois casos, o ideal é buscar a ajuda de um profissional da área. Pode ser um antenista de confiança ou alguém da equipe da loja de acessórios e equipamentos que você frequenta. Na maioria dos casos, será necessário substituir o receptor que você tem em casa por um modelo digital.

Não haverá desligamento do sinal de TV nas parabólicas tradicionais até, pelo menos, dezembro de 2023. Até lá, as transmissões de TV estarão disponíveis tanto na banda C como na banda Ku. Além disso, as interferências só vão atrapalhar o sinal de TV nas parabólicas grandes quando a internet 5G for liberada na sua cidade.

TUDO SOBRE

Claro

TV aberta


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.