Imagem de cinema

Bem instalado, seu novo televisor pode funcionar melhor; veja dicas

Divulgação

Conexão, distância em relação à tela e até a luz ambiente influenciam na qualidade da imagem das TVs - Divulgação

Conexão, distância em relação à tela e até a luz ambiente influenciam na qualidade da imagem das TVs

EDUARDO BONJOCH - Publicado em 30/12/2014, às 12h47

A instalação do televisor é tão importante quanto a escolha do modelo que mais se adapta às necessidades da família. Para que o aparelho tenha o melhor desempenho possível, existem alguns truques, relacionados ao tipo de conexão a outros equipamentos, à luminosidade do ambiente e à altura da tela, que devem ser observados, pois podem potencializar as qualidades da TV.

No que diz respeito ao bem-estar dos usuários, por exemplo, é preciso respeitar a altura e a distância ideais da tela em relação aos olhos dos telespectadores. As cortinas do cômodo também devem ser consideradas, pois desempenham um papel importante no controle da luz externa, evitando que as imagens percam contraste durante o dia.

Confira algumas dicas para aproveitar ao máximo a TV que você comprou no Natal:

Conexão HDMI

A primeira dica para quem trocou a TV de tubo por uma de tela fina neste final de ano é utilizar as conexões HDMI disponíveis para ligar o maior número de equipamentos, como decoder de TV paga, videogame, home theater, Blu-ray e DVD player. Essa é a opção que oferece a melhor qualidade na transmissão dos sinais de áudio e vídeo de alta definição e tem, ainda, a comodidade de transportar todas as informações através de um único cabo, eliminando o amontoado de fios, o que facilita a vida do consumidor.

Se, por exemplo, o decoder de TV paga não tiver entrada HDMI, pode-se ligá-lo à TV pelo cabo vídeo componente. Nele, o sinal é separado em três cabos, um para cada cor primária, o que gera imagens de melhor qualidade. É preciso apenas evitar a conexão vídeo composto, pela qual o sinal de vídeo é transportado de uma vez por um único cabo, o que prejudica o resultado final e gera interferências, o que certamente vai decepcionar o usuário

Altura e distância ideais

Para obter maior conforto na sala de TV (e se livrar de dores no pescoço), a altura do televisor deve ser compatível com a posição dos olhos dos telespectadores quando estiverem sentados no sofá. Como referência, pode-se deixar o centro da tela a aproximadamente 1,2m do piso, colocando o aparelho sobre um móvel baixo ou diretamente na parede, com a ajuda de um suporte.

Manter a distância correta entre o sofá e a TV também é fundamental. Para um televisor de até 40 polegadas com resolução full HD, a distância deve ser de 1,5 a 2 metros. Os modelos de mais de 50 polegadas precisam ficar mais de 3 metros longe dos usuários.

Nas salas pequenas, o posicionamento dos móveis pode melhorar a experiência de ver TV em casa. Ao optar por um suporte de parede para acomodar o televisor, por exemplo, o telespectador ganha cerca de 50cm na distância até a tela, em relação à instalação do aparelho em um móvel. Existem suportes que deixam a TV a uma distância de apenas dois centímetros da alvenaria. Na luta por alguns centímetros a mais, vale até encostar o sofá na parede oposta à tela.

Com quatro vezes mais pixels do que as telas full HD, as TVs de ultra-alta definição ou 4K permitem que o telespectador chegue ainda mais perto da tela sem perceber os pontos de formação da imagem. Mas, nos dois casos, o importante é que o telespectador se sinta confortável diante da tela e não note perda da nitidez enquanto assiste ao seu programa favorito.

Pouca luz

Para garantir a nitidez da imagem mesmo durante o dia, é indispensável o uso de cortinas, de preferência daquelas que bloqueiam completamente a luz externa (chamadas blackout), que deixam a sala bem escura, como no cinema.

A razão é simples: a luz do ambiente atenua o contraste, deixando as imagens como se estivessem “lavadas”. Além disso, as telas finas, principalmente de plasma, refletem a luz que vem da janela ou de lâmpadas e luminárias. Por isso, na hora de ver TV, a iluminação deve ser sempre suave e indireta, com luzes projetadas para o teto ou para as paredes, jamais na direção da tela.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook