Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NOVA TEMPORADA

Salva do cancelamento por fãs, Expanse chega à Amazon com mais sexo e sangue

Fotos: Divulgação/Amazon Prime Video

Personagem com roupa de astronauta estende a mão em direção à câmera, com explosão ao fundo, em cena da série The Expanse

Nova temporada de The Expanse vai misturar explosões e muita ação com drama, sexo e palavrões

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 13/12/2019 - 5h09
Atualizado em 13/12/2019 - 5h10

Lançada em 2015 pelo canal pago Syfy, a ficção científica The Expanse é um caso raro de série que desafiou a morte. Em maio do ano passado, a atração foi cancelada após sua terceira temporada, mas fãs criaram um abaixo-assinado e chamaram a atenção da Amazon, que encomendou um quarto ano para o Prime Video. Os novos episódios estreiam nesta sexta (13) e, com a liberdade do streaming, abusam de sexo, sangue e palavrões.

"The Expanse sempre foi uma série pesada, sombria, que corria riscos... Agora, a nossa liberdade é ainda maior. Temos xingamentos, o que queremos fazer cada vez mais. E temos sexo, o que também queremos fazer cada vez mais (risos)", brinca Dominique Tipper, que vive a engenheira Naomi Nagata, ao Notícias da TV.

"Quando estávamos no Syfy, havia um limite de palavrões que podíamos dizer. Então não dava para improvisar muito. E a personagem da Shohreh Aghdashloo, Avasarala, tinha prioridade na hora de xingar", completa Cas Anvar, o piloto Alex Kamal.

Segundo o protagonista Steven Strait, que vive o capitão Jim Holden e foi promovido a produtor da série na terceira temporada, estar no streaming também tem outra vantagem: não existe uma limitação de tempo para cada episódio. "A história não precisa caber nos 42 minutos [de um capítulo]. Às vezes, com cinco minutos a mais, dá para encaixar uma ou duas cenas que fazem toda a diferença", valoriza ele.

A possibilidade de maratonar a temporada completa, no lugar de ver um episódio por semana, também é um ponto positivo para o elenco.

"A série é muito detalhista, e acho que poder ver tudo de uma vez faz com que o público entenda melhor a história, ajuda o fluxo do que queremos dizer", diz Strait. "É uma temporada muito maratonável, eu vi tudo em um dia só", completa Frankie Adams, a Bobbie.

Dominique Tippen (à esq.), Wes Chatham, Cas Anvar e Steven Strait em cena de The Expanse


Série de drama, só que no espaço

The Expanse, para quem não viu os três primeiros anos (disponíveis na Amazon), se passa 200 anos no futuro, quando a população da Terra terá ido para o espaço e montado colônias em Marte e no cinturão de asteroides entre o planeta vermelho e Júpiter. Mas uma guerra entre as populações pode irromper a qualquer momento, ao mesmo tempo em que uma infecção alienígena ameaça dizimar os humanos.

Os aspectos espaciais, porém, são apenas pano de fundo. "Se você não gosta de ficção científica, não desanime. Porque temos a tecnologia, as viagens espaciais, mas elas são secundárias perto da história humana. Acho que é uma série de drama sobre relações interpessoais. O que acontece no espaço é uma grande metáfora para tratar de temas muito universais", ressalta Dominique.

Entre os temas abordados, o preconceito é um que salta aos olhos. "Como a série se passa 200 anos no futuro, o racismo meio que acabou. Mas ele foi substituído pelo que chamamos de 'planetismo'. Quem é da Terra olha com desprezo para os marcianos ou a população do cinturão, e vice-versa. Dependendo do planeta onde você nasceu, se lá tem gravidade ou uma atmosfera, existe ódio e animosidade entre as facções", explica Cas Anvar. A metáfora para a discriminação atual é muito direta.

"A série é, de certa forma, uma plataforma política. Eu acho que ficção científica é um gênero muito poderoso se você pensar em tudo o que podemos dizer em uma obra de ficção", continua Steven Strait. "Se você mudar os nomes dos personagens e adaptar situações, vai perceber um reflexo dos problemas que o mundo enfrenta."

A quarta temporada de The Expanse conta com dez episódios e já está disponível no Prime Video, com direito a todos os palavrões possíveis. O quinto ano foi confirmado antes mesmo da estreia do atual. Confira o trailer (em inglês) dos novos capítulos:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você acha que a Globo deu um tiro no pé em reprisar uma novela tão recente como A Força do Querer?

Sim, 2017 é logo ali
21.50%
Não, a novela merece ganhar esse espaço atual
18.71%
Vacilaram, tinham outras opções
42.04%
Não vejo, não sou capaz de opinar
17.75%