Roseanne

Retorno de comédia norte-americana clássica é a maior audiência da temporada

Divulgação/ABC

Roseanne Barr e John Goodman em cena do retorno da comédia Roseanne: recorde de público - Divulgação/ABC

Roseanne Barr e John Goodman em cena do retorno da comédia Roseanne: recorde de público

REDAÇÃO - Publicado em 28/03/2018, às 13h42

Cercado de expectativas, o retorno da comédia Roseanne não decepcionou. A série sobre uma família trabalhadora de classe média norte-americana, voltou ao ar depois de 21 anos e registrou a melhor audiência da temporada. A estreia foi vista ao vivo por 18,2 milhões de telespectadores, maior do que qualquer outra série dos Estados Unidos.

O índice conquistado por Roseanne impressiona porque supera até mesmo o então final da série, exibido em maio de 1997, que atraiu 16,6 milhões de pessoas. Isso em uma época na qual não havia tanta opções para o telespectador, que hoje conta com uma variedade de atrações que vão da TV paga ao streaming.

Outro dado que chama a atenção é que entre o público adulto, a rede ABC teve mais telespectadores com Roseanne do que a soma de todas as concorrentes no horário. A comédia derrotou o reality musical The Voice (NBC) e as séries NCIS (CBS), Máquina Mortífera (Fox) e Flash (The CW).

O episódio mais visto da atual temporada até então era a estreia da 11ª temporada The Big Bang Theory, que teve 17,65 milhões de telespectadores. Entre as séries novatas, o primeiro lugar era ocupado por Young Sheldon, comédia derivada da série nerd, visto por 17,21 milhões de pessoas.

Roseanne é uma aposta da ABC na atual onda de séries ressuscitadas que domina a TV dos Estados Unidos. O crucial para o sucesso foi conseguir trazer de volta os protagonistas originais, a dupla de comediantes Roseanne Barr e John Goodman.

Se a ideia é replicar a fama de outrora, a primeira impressão é muito boa. Exibida de 1988 a 1997, Roseanne esteve durante cinco temporadas seguidas entre as três maiores audiências da TV. Alcançou o topo no segundo ano.

A série, que chegou a ser exibida no Brasil pelo canal pago Multishow, recebeu 25 indicações ao Emmy e venceu quatro. No Globo de Ouro, foram 14 disputas e três vitórias, incluindo o troféu de melhor comédia em 1993.

O revival está programado para ter nove episódios, mas não será surpresa se a ABC anunciar novos capítulos ou até mesmo produzir mais temporadas. Assim, imitaria a rival NBC, que aproveitou o sucesso da continuação de Will & Grace para renová-la para, pelo menos, mais duas temporadas.

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook