Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

THE OVAL

Primeira série a gravar na pandemia montou bolha com elenco em base militar

Divulgação/BET

Kron Moore e Ed Quinn estão de costas em foto promocional de The Oval, série do BET

Kron Moore e Ed Quinn vivem a primeira-dama e o presidente dos Estados Unidos em The Oval

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 11/4/2021 - 7h05

Em agosto do ano passado, enquanto Hollywood ainda bolava planos e protocolos para retomar as gravações de séries e filmes com segurança, o elenco de The Oval já estava a todo vapor na produção da segunda temporada. Para assegurar a segurança de todos os envolvidos, uma base militar foi adaptada para virar moradia da equipe --que ficou nessa "bolha" até a conclusão dos trabalhos.

The Oval e Sistas, duas produções com o selo de Tyler Perry, foram as primeiras séries a retomarem suas gravações no ano passado, enquanto a pandemia da Covid-19 ainda paralisava toda a indústria do entretenimento.

"Os estúdios de Tyler Perry ficam numa antiga base do Exército, Fort McPherson. Ele comprou todo o terreno, inclusive o distrito com as casas onde os oficiais moravam", explica Ed Quinn, protagonista de The Oval, ao Notícias da TV.

Durante as gravações da primeira temporada, antes mesmo da crise de saúde, Quinn já havia aproveitado as instalações militares como sua residência. "Eu fiquei morando lá, é lindo, são casas com 150 anos. Pegava a minha moto e ia até o estúdio, sem sair do complexo. E ia ficar lá no segundo ano também, em março [de 2020], mas o coronavírus nos forçou a parar", lembra.

Só que Tyler Perry, considerado pela revista Forbes um dos homens mais bem pagos do entretenimento, não queria parar. E se inspirou na experiência de seu protagonista para driblar a pandemia. "Ele olhou para mim e disse: 'Eu vi o quanto você se divertiu morando no estúdio'. E aí decidiu fazer o mesmo com o resto do elenco e com a equipe. Ele construiu 330 casas de luxo e nos colocou nessa bolha, de onde só saímos com a segunda temporada gravada."

A experiência se repetiu nos trabalhos do terceiro ano, encerrados no fim do mês passado. "Fomos a última bolha da indústria. Agora todo mundo vai seguir uma produção normal, só fazendo testes diários. Mas, quer saber? Eu vou continuar morando na minha casinha militar durante a quarta temporada (risos). Gosto demais daquele lugar", conta ele, bem-humorado.

Confira imagem publicada pelo ator, de máscara, diante da Casa Branca cenográfica da série:

Para Ed Quinn, a vantagem de morar no próprio complexo onde as gravações ocorrem é não perder tempo indo e voltando do trabalho. "Eu já trabalhei em vários lugares, e uma das coisas mais difíceis de qualquer emprego é o traslado. Especialmente se você está em uma cidade diferente, trabalhando várias horas por dia, é muito cansativo", justifica o galã de 53 anos.

Procedimentos de segurança

Além de isolar elenco e equipe na bolha, Tyler Perry tomou outros cuidados para gravar The Oval com segurança. Todos começaram a ser testados para a Covid-19 um mês antes do início dos trabalhos. Eles também foram levados para Atlanta, na Geórgia, em aviões particulares, e enfrentaram um período de isolamento para só depois entrarem na bolha da produção.

Ao todo, cerca de 330 pessoas fizeram parte do processo, e nenhum deles testou positivo nem teve de ser afastado durante a produção, o que Quinn considera um sucesso. "Muitos diretores e showrunners de outras séries me mandavam mensagens perguntando como conseguimos fazer isso", lembra.

The Oval é exibida no Brasil pelo BET, canal disponível gratuitamente na Pluto TV. Os 25 episódios da primeira temporada vão ao ar de segunda a sexta, às 23h. Confira o trailer (em inglês) de apresentação da trama:


Leia também

Web Stories

+
De Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileira

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou da saída antecipada de Faustão da Globo?